, , , , ,

Opinião Literária: Sofia Silva - Corações Quebrados

Corações Quebrados
(Quebrados #2)
de Sofia Silva 
ISBN: 9789722363259
Edição ou reimpressão: 02-2019
Editor: Editorial Presença
Idioma: Português
Páginas: 368
Género: Romance Contemporâneo
Compre na Wook:
Livro (Aqui)
Goodreads: 4,49✮ (Aqui)


Sinopse:
Uma relação maior que um oceano. Entre as dores da perda e a incapacidade de seguir em frente, Emília vive os seus dias numa clínica. Está estagnada. É nesse inferno pessoal que ela conhecerá Diogo, alguém que também foi vítima de uma tragédia. 

Será que é possível dois corações quebrados encontrarem a felicidade? 
Numa sociedade onde a aparência continua a valer mais do que a essência, é difícil continuar a jornada da vida quando tudo nos é arrancado. Passamos os dias a olhar para a capa das pessoas. Julgamos, sem compreender que nunca conheceremos totalmente uma história sem ler cada página. Sem compreender o seu início, meio e fim. Duas pessoas fisicamente distantes. Dois corações quebrados pela vida. Dois sotaques que se misturam entre a dor, o riso e o amor. 

Olhem para a capa de cada pessoa, mas virem a primeira página.

Sobre a autora:
Sofia Silva nasceu em Vila Nova de Gaia e é licenciada em Ensino Básico - 1º Ciclo, pela Universidade de Aveiro. A literatura é a sua grande paixão, com destaque para a poesia. Pablo Neruda é o seu autor de eleição.
Tem participado ativamente desde muito jovem no meio literário. Em dezembro de 2014, iniciou-se na escrita de ficção através da plataforma Wattpad, com a série Quebrados - da qual Corações Quebrados é o segundo volume - que narra histórias sobre violência doméstica, deficiência física e abuso sexual.
Esta série começou por alcançar grande sucesso no Brasil com o livro Sorrisos Quebrados. Contando com mais de um milhão de leituras e com o apoio fervoroso das suas leitoras brasileiras, Sofia Silva publicou de forma independente, na Amazon, a versão digital desta obra, atingindo o top dos livros mais vendidos.
Em 2017, no âmbito do lançamento no Brasil de Sorrisos Quebrados, o seu livro de estreia, foi convidada para participar na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, um dos maiores eventos literários de repercussão internacional.

A obra de Sofia Silva conquistou o público, a crítica e o mercado brasileiros. Em Portugal, a autora é publicada pela Editorial Presença.

A Minha Opinião:
Primeiro que tudo, quero agradecer à Editorial Presença por gentilmente me ter cedido este livro.
Eu já tinha ouvido falar deste livro à uns anos, no tempo em que ele estava no Wattpad, contudo eu não cheguei a tempo de o ler, porque foi na altura em que a autora o estava a publicar na Amazon. Quando soube que ia ser publicado em Portugal fiquei muito contente.
O livro conta então a história de duas pessoas, Diogo e Emília que separados pelo oceano, sofrem ambos com o passado. Do lado de Diogo, temos um ex-militar que perdeu os seus colegas e amigos no Afeganistão em missão e só ele sobreviveu. Vive atormentado com o facto de ter sido o único sobrevivente, e entrou em depressão. No Brasil, temos a Emília, que num acidente de viação perdeu os pais e os irmãos, sendo também a única sobrevivente. Mais uma vez temos o caso de uma pessoa que não se sente bem ao viver, quando os que mais amava já não estão vivos. Os psicólogos que os estão a acompanhar acham que eles se podiam ajudar mutuamente a ultrapassar os seus problemas, pois são muito parecidos, se conversassem. E assim através do chat começa uma amizade que promete dar muito mais isso.
No que diz respeito às personagens, temos a Emília mais depressiva, mais negativa, ou contrário do Diogo, que é muito mais optimista, e não tem tantos problemas com as marcas que tem no corpo. Mas quanto a isso a Emília também esclarece e eu concordo plenamente com ela, por exemplo, as cicatrizes no corpo de um homem são uma forma de beleza, por o que sofreram, mas quando é num corpo de uma mulher é uma imperfeição. Este é um dos temas que é debatido no livro. Aceitarmos-nos como somos, e em vez de vermos imperfeições, devemos sim ver aquilo que nos torna únicos.
O Diogo é um príncipe encantado dos tempos modernos, é atencioso, brincalhão, e talvez o que tenha vivido e visto lhe tenha mudado a forma de ver o mundo. Ele não se cansa de dizer como a Emília é linda, mas ela nem sempre acredita, sente-se insegura com o seu corpo, principalmente quando vê as outras mulheres, que ela considera muito melhores que ela, a babarem-se pelo Diogo.
Quanto ao percurso da história, não posso dizer que não seja cliché, em parte é. Mas não tem de ser algo negativo, pelo menos para mim, porque mesmo dentro dessa previsibilidade a autora conseguiu surpreender-me em alguns momentos. E vou ser sincera, se a história fosse diferente daquilo que eu imaginava que fosse ia ficar desiludida.
O livro é o segundo a série Quebrados, mas o anterior não faz qualquer interferência neste, na realidade este até foi escrito primeiro, lá nos primórdios do Wattpad. Mas eu já quero ler o Corações Quebrados, e estou ansiosa para o Destinos Quebrados (o próximo) que é sobre um casal muito importante neste livro, que é a Rafaela e o Leonardo, que foram os impulsionadores da Emília e do Diogo. Além de que há muita coisa que acontece neste livro que vai certamente ser explicado no próximo, pelo menos assim espero.
Em suma, se gostam de romances queridos e fofos, mas que ao mesmo tempo nos levam a olhar para a nossa vida e talvez até entender o que se passa ao nosso redor de forma diferente, eu recomendo este livro. Ele ensina-nos a valorizar o que temos, e que mesmo quando uma porta se fecha e parece que não há saída, haverá sempre nem que seja um buraco que nos faz ver que talvez exista uma possibilidade.
Classificação

Leitura com o Apoio
Outras Capas:


Share:

Sem comentários:

Enviar um comentário