, , , ,

Crítica Literária: Nicholas Sparks - Cada Suspiro Teu

Cada Suspiro Teu
de Nicholas Sparks 
Título Original: Every Breath
ISBN: 9789892343488
Edição ou reimpressão: 10-2018
Editor: Edições Asa
Páginas: 304
Género: Romance
Compre na 
Wook
Livro (aqui) Ebook (aqui)
Bertrand
Livro (Aqui) Ebook (aqui)
Goodreads: 4,08✰ (aqui)

Sinopse:
O acaso juntou duas pessoas numa praia.
Ela é Hope Anderson, nascida e criada na Carolina do Norte.
Ele é Tru Walls, guia de safaris no Zimbabué, onde nasceu.

Hope está a viver um momento difícil. A relação com o namorado já não a faz feliz e o pai acaba de receber um diagnóstico terrível. Sunset Beach é o local ideal para encontrar a paz de que necessita para refletir sobre a sua vida.
Tru está perante um momento revelador. Cresceu em África e nunca conheceu o pai. Em Sunset Beach, prepara-se para o encontrar pela primeira vez.

Quando os caminhos de Hope e Tru se cruzam, a magia acontece. Mas, por muito intensos que sejam os seus sentimentos, ambos sabem que terão de fazer uma escolha dilacerante.
A praia que os uniu, vê-os, agora, partir. A areia cobre-lhes os passos, as marés seguem o seu ritmo ancestral… e uma carta resistirá ao tempo para ditar, um dia, o seu futuro adiado

Inspirado numa história real, "Cada Suspiro Teu" fala-nos de um encontro que fica gravado a fogo no coração e na memória de duas pessoas de mundos opostos, transcendendo o tempo, os continentes, e o toque - por vezes agridoce - do Destino…

A Minha Opinião
Eu estava ansiosa por ler este livro, tinha-o visto como nova aquisição de uma das bibliotecas que frequento, e por isso reservei-o e só em Fevereiro ficou disponível para mim.
O livro inicia-se com a história de Tru, um homem na casa dos 40 anos que vive no Zimbabué como guia turístico em safaris. Tru não conhece o seu pai, até que um dia aparece uma carta dele no acampamento onde trabalhava, onde este lhe pede que vá até aos Estados Unidos da América para o conhecer, pois encontra-se com uma doença terminal, e Tru, mesmo a medo, vai.
Na América, conhecemos Hope, uma enfermeira que vive uma crise no seu namoro de 6 anos, e que vai até Sunset Beach para o casamento de uma das suas amigas, acompanhada pelo seu cão, aproveitando para ficar na casa de férias que a família tem lá à muitos anos que vai vender.  É o cão que faz com que se conheçam, e rapidamente cresce uma amizade entre os dois, mas para Tru é algo mais, pois ela atrai-o desde do primeiro instante em que a viu.
Prometem um ao outro nunca esquecer o que passaram, mas será isso possível?
Dizer que este livro não tem clichés é estar a mentir descaradamente, porque realmente tem. No meu caso, eu não leio estes livros para ter a representação da realidade, mas sim para pensar que o improvável acontece.
Sendo isto baseado numa história real, pelo percebi, e sendo que o que está escrito está próximo da realidade, pergunto-me, como é possível? Será que ainda dá para ter esperança no amor? Talvez sim.
O Tru e a Hope são muito diferentes. Ele é muito calmo, de certa forma resigna-se ao que acontece, talvez pela vida no mato que tem. Tem que se manter calmo por causa dos animais selvagens, e passa imenso tempo sem que nada aconteça, enquanto na cidade é tudo mais dinâmico. Quanto à Hope, eu acho que ela tinha as prioridades trocadas. Os sonhos dela eram legítimos, a questão era: Valia a pena arriscar? Na minha opinião, e visto pelo o que acabou por acontecer, não.
A minha última experiência a ler um livro do Nicholas Sparks, foi desastrosa. Esta melhorou, mas faltou algo mais para impressionar. Quanto mais lemos mais exigentes ficamos com os livros, e para este me ter atingido faltava mais umas páginas no fim. Eu gosto sempre de saber mais sobre o que acontece nos livros, e neste foi o que aconteceu. Eu sei porquê. Sendo uma história real, não dá para passar o tempo à frente para ver o que vai acontecer.
Em suma, foi uma leitura agradável, fluída e que quase me arrancou uma lágrimazinha. Na minha opinião, este livro vai alimentar o ego de qualquer romântico incurável, porque mostra que quando o sentimento é genuíno, o universo encarrega-se de fazer com que tudo entre nos eixos, e haja um final feliz.
A Minha Classificação

Outras Capas

Share:

2 comentários: