, , , ,

Cinema: "Comer, Orar e Amar" e "Juntos para Sempre"

Titulo Original: Eat Pray Love
De: Ryan Murphy
Com: Julia Roberts, Javier Bardem, Richard Jenkins 
Género: Romance, Drama
País: Estados Unidos da América
Duração: 133 Minutos
Ano: 2010
IMDB: 5,8/10 ✮

Trailer:

Sinopse:
Baseado no best-seller autobiográfico de Elizabeth Gilbert, Comer, Rezar, Amar prova que existe mais de uma maneira de levar a vida e de viajar pelo mundo.

Liz Gilbert é uma mulher moderna que, após o divórcio, decide fazer uma viagem pelo Mundo, de modo a redescobrir-se a si própria. Retira-se do trabalho pelo período de um ano e entra numa zona de risco, de forma a mudar a sua vida. Nos lugares exóticos que visita, ela vive o simples prazer de comer em Itália, sente o poder de rezar na Índia e, inesperadamente, descobre o amor em Bali.

Minha Opinião
Eu sou daquelas pessoas que demora séculos a ver filmes que já são muito conhecidos, e este é um deles. Á anos que ouvia falar dele, do livro, mas nunca tinha tido oportunidade de assistir até ver uma publicidade na televisão que ele ia passar num domingo à tarde. Pus a gravar e finalmente vi o "Comer, Orar e Amar".
O livro segue a história de Elizabeth Gilbert uma escritora famosa, que parece nunca se contentar com um relacionamento e acaba por desistir de tudo muito depressa. Depois de ter estado em Bali, e ter falado com uma espécie de Guru, ele diz-lhe o que vai acontecer na sua vida e quando ela regressa a Nova Iorque não é a mesma. Decide então fazer uma viagem de um ano por três países de modo a conseguir mudar a sua vida captando a essência de cada país.
Sinceramente percebi o intuito do filme, que acaba por ser de nos encontrar-nos, e perceber que devemos desfrutar dos prazeres da vida tentando encontrar o equilíbrio dentro de nós. Só que não percebi o alarido com ele, na realidade já vi filmes muito melhores. Contudo é de ressalvar as bonitas paisagens com que nos presenteia, bem como as diversas culturas.

Classificação:


Titulo Original: A Dog's Purpose
De: asse Hallström
Com: Josh Gad, Dennis Quaid, Peggy Lipton
Género: Aventura, Comédia, Drama
País: Estados Unidos da América
Duração: 100 Minutos
Ano: 2017
IMDB: 7,1/10 ✮

Trailer:

Sinopse:
Bailey, também conhecido pelo nome de Buddy, Tino ou Ellie, conta-nos a história das suas reencarnações. A sua alma canina cruzou-se com vários donos.
O primeiro de que se recorda, ainda como Bailey, é Ethan, um rapazinho que foi seu companheiro durante anos e com quem teve uma ligação muito especial. A separação foi difícil e ainda hoje, apesar de ter regressado sob a forma de outros cães e de ter pertencido a donos também dedicados, mantém a esperança de o reencontrar. O maior amigo que alguma vez conheceu será agora, passados tantos anos, já um homem adulto…

Baseada no "best-seller" "A Dog's Purpose", escrito por W. Bruce Cameron (que também assina o argumento, em parceria com Cathryn Michon, Audrey Wells, Maya Forbes e Wally Wolodarsky), uma história de devoção e amizade com realização de Lasse Hallström (“Regras da Casa", "A Pesca do Salmão no Iémen", "Um Refúgio para a Vida", "A Viagem dos Cem Passos").
Com voz de Josh Gad, o elenco conta também com a participação de Britt Robertson, KJ Apa, Juliet Rylance, John Ortiz, Kirby Howell-Baptiste, Peggy Lipton e Dennis Quaid.

Minha Opinião
Quando vi que este filme ia também dar na televisão, vi logo que seria um daqueles que deixaria uma lágrima no canto do olho, afinal todos os filmes com animais são assim. (excluindo os que são animação)
Com um narrador muito especial, temos a história de um cão, que durante várias vidas nos vai presenteando com diversas aventuras, umas mais intrigantes que outras, mas sempre fazendo comparação com o que viveu anteriormente. A mais importante é quando toma o nome de Bailey, e cria uma grande ligação com o seu dono Ethan, sendo a sua companhia em grande parte da sua vida, e acompanha o seu crescimento. Contudo apesar de ter outros donos bastante simpáticos e que o adoram, ele nunca esquece Ethan.
Eu que não sou de me emocionar em filmes, admito que me tive de conter neste. Além de ser um cão adorável ao mesmo tempo ter observações sobre o mundo muito engraçadas, o que nos faz pensar: Ele até tem razão. Contudo a carga dramática de cada vida e de como ela acaba deixa o coração num aperto. As saudades afetam um animal como afetam uma pessoa, bem como a tristeza e isto é mostrado no filme muitas vezes. 
Dá-nos também uma lição, às vezes é nos piores momentos que uma luz nos guia para um lugar seguro. 
Recomendo para quem adora animais, e filmes que nos aquecem o coração.
Classificação:

E vai haver continuação!!!

Share:

2 comentários: