, , , ,

Opinião Literária: B. A. Paris - Ao Fechar a Porta

Ao Fechar a Porta
de B. A. Paris 
Título Original: Behind Closed Doors
ISBN: 9789722360593
Edição ou reimpressão: 07-2017
Editor: Editorial Presença
Idioma: Português
Páginas: 264
Género: Policial e Thriller
Compre na 
Wook
Livro (aqui)
Bertrand
Livro (aqui)
Goodreads: 3,94✭ (aqui)

Sinopse:
Quem não conhece um casal como Jack e Grace? Ele é atraente e rico. Ela é encantadora e elegante. Ele é um hábil advogado que nunca perdeu um caso. Ela orienta de forma esmerada a casa onde vivem, e é muito dedicada à irmã com deficiência. Jack e Grace têm tudo para serem um casal feliz. Por mais que alguém resista, é impossível não se sentir atraído por eles. a paz e o conforto que a sua casa proporciona e os jantares requintados que oferecem encantam os amigos. Mas não é fácil estabelecer uma relação próxima com Grace... Ela e Jack são inseparáveis.

Para uns, o amor entre eles é verdadeiro. Outros estranham Grace. Por que razão não atende o telefone e não sai à rua sozinha? Como pode ser tão magra, sendo tão talentosa na cozinha? Por que motivo as janelas dos quartos têm grades? Será aquele um casamento perfeito, ou tudo não passará de uma perfeita mentira?

Um thriller brilhante e perturbador, profundamente arrebatador, que se tornou num autêntico fenómeno literário internacional com publicação em mais de 35 países. A não perder.

A Minha Opinião:
Este foi um livro que eu trouxe da minha visita à biblioteca de Cantanhede, a minha primeira vez por lá, e foi sem dúvida uma surpresa quando encontrei este livro numa estante, que até acho que era a errada.
O livro, narrado na voz de Grace, inicia-se com um jantar na casa do casal perfeito, Grace e Jack, o marido rico e bem sucedido, defensor das mulheres maltratadas pelos maridos, e Grace a esposa bonita e aparentemente perfeita, que tem como objetivo proteger a irmã, que tem Síndrome de Down. Vemos desde logo a exigência dela quanto à perfeição da refeição, e ao medo de falar com os convidados, principalmente para Esther, que parece perita em fazer perguntas para desfazer a perfeição da vida dos Angel. Alternando entre o passado e o presente, onde conhecemos a história de amor entre o casal, e principalmente a verdade por detrás de toda a perfeição. 
Eu li algumas opiniões sobre o livro, e houve quem adorasse, e quem detestasse, e eu parti para o livro sem qualquer expectativas. 
Logo no inicio, que eu percebi que algo ali não batia certo, tal como a Esther eu duvido da perfeição, afinal ela não existe, todos têm falhas. Mas quando descobri realmente o que era fiquei parva. Mas como pode ser possível? Há podres e podres... estes são de outro mundo, completamente. E na minha opinião poderiam ser mais explorados, mas como não era objetivo do livro haver uma redenção, acabo por perceber o porquê a autora não os ter explorado mais, mas era sempre uma boa opção. 
Quanto às minha conexão com as personagens, com a masculina foi zero, e com a feminina acabei por me conectar, apesar de não perceber bem algumas coisas sobre ela.
É muito complicado exprimir a minha opinião sem dizer ao que me estou a referir, mas quem já leu provavelmente percebe ao que me estou a referir.
Por fim, e passando a redundância, o final da história, que na minha opinião devia ter sido melhor trabalhado, no sentido da sua explicação a partir do momento final. É irónico e bem feito, apeteceu-me bater palmas, do tipo o karma é lixado (mesmo sabendo que era ficção!), mas podíamos perceber melhor o que aconteceu após, neste caso, a chegada da Grace a Inglaterra.
O história traz também uma personagem diferente, a irmã da Grace que tem Síndrome de Down, o que eu mais gostei nela foi que ela era muito inteligente, e a autora incluiu "a diferença" no livro e deu-lhe um papel de destaque, porque mostrou que não é por ser uma pessoa com uma deficiência, sendo ela física ou psicológica, não é burrinha, porque é a chave do livro, em muitas questões
Eu gostei do livro, a autora apresenta-nos uma trama, que para mim é fora da caixa, e daquilo que alguma vez me passou pela cabeça, apenas gostava de ter mais explicações ao longo do livro para perceber melhor quem eram as personagens, principalmente o Jack.
Como já disse, ao nível de Portugal, dividiu-se, mas teve óptimas criticas internacionais, e tem quase 4 estrelas no Goodreads, o que mostra que conquistou muitos leitores. Para quem gosta de thrillers domésticos, é um livro que aconselho que leiam, é arrepiante ao nível psicológico e perturbador até certo ponto, e que me surpreendeu.
A Minha Classificação:




Outras Capas

Share:

Sem comentários:

Enviar um comentário