, , , ,

Opinião Literária: Elizabeth Adler - Lua-de-Mel em Paris

Lua-de-Mel em Paris
de Elizabeth Adler 
Título Original: The Last Time I Saw Paris
ISBN: 9789898228239
Edição ou reimpressão: 01-2010
Editor: Quinta Essência
Idioma: Português
Páginas: 282
Género: Romance
Compre na Wook:
Livro (aqui)
Livro de Bolso (Aqui)
Goodreads: 3,22✭ (Aqui)

Sinopse: 
Paris, a cidade mais romântica do mundo, é palco de luas-de-mel de sonho e de paixões recentemente descobertas. E para Lara Lewis é o lugar onde ela e o marido viveram o amor no seu melhor. Mais de vinte anos depois, Lara deseja reacender a chama do seu casamento e planeia uma aventura romântica para os dois: reconstituir todos os momentos da sua idílica lua-de-mel em Paris e pela França, visitar os mesmos lugares, comer nos mesmos restaurantes, explorar as mesmas aldeias mágicas. Porém, quando o marido lhe diz, à última hora, que existe outra mulher na sua vida, o coração de Lara quase se estilhaça em mil pedaços. Algures na estrada da vida, Lara perdeu-se a si própria. Agora, terá de descobrir um novo rumo para a sua existência. Inesperadamente, Lara dá um passo ousado e convida um homem, mais novo e com quem ela acaba de se envolver, para fazer a tão desejada segunda lua-de-mel. O que se segue é a história de dois apaixonados errando pela França numa louca aventura romântica, que se inicia com voos perdidos e bagagem extraviada e termina como sendo a viagem de uma mulher para se encontrar a si própria e ao amor que lhe escapou a vida inteira.

A Minha Opinião:
Os livros da Elizabeth Adler são os que para mim têm as capas mais bonitas, eu sou simplesmente doida pelas capas dos livros dela.
Este livro conta-nos a história de Lara, uma mulher de 45 anos, esposa de um médico cirurgião, que meio que vive sombra dele. A história começa no dia do seu aniversário, e ele dá-lhe como prenda de anos um colar de diamantes, mesmo antes de partir para Pequim com a sua colega de trabalho bem jeitosa, o que faz com o Lara pense que é uma prenda de culpa. Determinada a esquecer o marido ela parte para uma casa que tem junto à praia com o seu fiel cão, e devido a umas obras que a esta precisa contrata um empreiteiro bem jeitoso, que acaba por partir com ela na sua segunda lua-de-mel para Paris, mesmo que sem saber ao que vai.
Eu tinha espectativas altas para este livro, é o segundo livro da autora que leio, e esperava algo mais dinâmico, mas não aconteceu. Eu demorei quase 15 dias (ou mais) para conseguir acabar o livro, e tinha a sensação que não saía da cepa torta.
Razões para isto:
 - Quem vai de férias para um país longínquo com uma pessoa que mal conhece?
 - O livro mais parece um livro de viagem por França, não um romance
 - Ela está sempre a pensar no marido que a corneou em vez de aproveitar o gato que levou com ela na viagem
Depois tem as amigas dela, do estilo Sexo e a Cidade, que perdeu-se por completo, porque ela só lhes liga quando tem problemas. Enfim, nem sei como o terminei.
Resumindo, eu não apreciei muito a leitura, porque por mais que eu goste de romances melosos e fofinhos, que aparecem do nada, este parecia saído do além, sem nexo nenhum, e também não me consegui conectar com a personagem feminina, porque o Dan, o homem que acompanhou a Lara, parecia saído de um conto de fadas.
Eu vi no goodreads que houve quem adorasse o livro, por isso é uma questão de gosto e estilo de leitura, quem gosta de muita descrição de paisagens e do meio envolvente, talvez vá gostar mais da leitura que eu.
Quanto à minha classificação, estava indecisa, mas quando vi no goodreads que duas estrelas eram it's okay, pensei: excelente, está decidido!
A Minha Classificação:




Outras Capas:
Não há capa mais linda que a portuguesa!
Share:
Read More
, , , , , ,

Opinião Literária: Jay Asher - Por Treze Razões

Por Treze Razões
de Jay Asher 
Título Original: Thirteen Reasons Why
ISBN: 9789722360517
Edição ou reimpressão: 04-2017
Editor: Editorial Presença
Páginas: 232
Género: Drama
Compre na Wook:
Livro (Aqui)
Goodreads: 3,98✮ (Aqui)

Sinopse:
Não podes parar o futuro, nem voltar atrás ao passado. A única maneira de perceberes o mistério... é carregando no play.
Clay Jensen não quer ter nada a ver com as cassetes gravadas por Hannah Baker. Hannah está morta. Os seus segredos foram enterrados com ela. Mas a voz de Hannah diz a Clay que o nome dele está gravado naquelas cassetes e que ele é, em parte, responsável pela sua morte.
Clay ouve as gravações ao longo da noite. Ele segue as palavras gravadas de Hannah pela pequena cidade onde vive… e o que descobre muda a sua vida para sempre.

Críticas da Imprensa
«Brilhante e inesquecível.»
Kirkus Review
«Lê-se como um thriller de ritmo intenso.»
New York Times
«Pleno de suspense, uma leitura viciante.»
Entertainment Weekly
«Arrepiante, belo, avassalador.»
Chigado Tribune

A Minha Opinião: 
Eu trouxe este livro da biblioteca porque no ano passado vi a primeira temporada a série 13 Reasons Why, e achei que seria interessante ler o livro. 
A história que o livro nos conta começa com o Clay a receber a caixa de sapatos com as cassetes de Hannah, que se tinha suicidado semanas antes. Ele começa a ouvir as gravações, revivendo o que ela conta, com a sua visão dos acontecimentos, e perguntando-se como não percebeu o se estava a passar com ela, e também o que tinha ele feito para estar naquela lista.
Basicamente este livro mostra-nos que tudo aquilo que fazemos pode ter repercussões nos outros, mesmo que para nós seja indiferente. E também que o ambiente escolar pode ser muito nocivo, quando juntam muitos adolescentes ou até pré-adolescentes, há sempre egos que se elevam, e que acham que são melhores que os outros. 
Eu que já vi a série, acho que o livro ficou aquém das minhas expectativas, e que os guionistas da série elevaram a obra para outro nível, trazendo-a para a realidade dos dias hoje, porque por mais que 10 anos não sejam nada, a verdade é que desde de 2007 a forma dos adolescentes viverem, e a diversidade aumentou. 
A maior diferença que eu me apercebi é que o livro se passa num único dia, quando na série o Clay demora vários dias a ouvir as cassetes, e vive toda aquela história com mais drama, que no livro. 
Resumindo, o livro está interessante, mas na minha opinião a série está muito mais bem conseguida. Possivelmente quem leu primeiro o livro pode ter uma opinião diferente, porque esperava algo diferente tendo em conta o que já sabia da história. 
Para quem gosta de histórias dramáticas, de adolescentes, e que nos deixem com os nervos à flor da pele, aconselho este livro. 
A Minha Classificação:



Outras Capas:

Share:
Read More
, , ,

TBR| Christmas In The Books 2018


Mais uma maratona em que me meti! Desta vez dedicada ao natal, criada pela Isa, do Jardim de Mil Histórias, e pela Tita, do O Prazer das Coisas, e vai na sua segunda edição. Irá decorrer desde do dia 24 de Novembro ao dia 6 de Janeiro, e as suas categorias são:

1 - Árvore de Natal | Livro que tenha no título as letras da palavra NATAL 
Para esta categoria escolhi o livro "Como estrelas Cadentes" da Sveva Casati Modignani.
2 - Prendas de Natal | Um livro que oferecias a alguém
"A Rapariga no gelo" do Robert Bryndza, que tem tidos boas opiniões.
3 - Bolinhas | Um livro que tenha as cores da tua árvore de natal
Eu ainda não sei que cores vai ter a minha árvore, tem sido diferente ao longo dos anos, basicamente depende do mood com que eu e a minha mãe estamos. Por isso só lá para Dezembro é que posso escolher este livro. Por enquanto tendo em conta as cores usadas no ano passado fica: "A Fonte Silenciosa" da Victoria Fox. Devido ao amarelo (que remeto para o dourado), verde e meio que um vermelho.
4 - Sinos | Um livro que se passe no natal ou inverno
O meu grande problema... Vi um na biblioteca que a capa induz que pelo menos no inverno se passa, e no goodreads há quem o tenha adicionado a uma pasta "Christmas", mas só depois de o ler posso tirar as teimas. O livro é "Sapatinhos de chocolate" da Trisha Ashley
5 - Candy Cane | Um livro que te aqueça o coração
Para esta, escolhi um livro que já devia ter lido, mas que entretanto ainda não aconteceu, "A Noiva" da 
Julie Garwood.
6 - Fitas / Opção 1: escolhe o 25ª livro da tua estante
Opção 2: Vai à biblioteca, à estante da letra com o teu último nome e escolhe o 25ª livro
A ironia desta categoria, o livro que calhou "A Todos os Rapazes que Amei" da Jenny Han, que tenho para ler de outras maratonas.
7 - Luzinhas de Natal | Um livro de um autor que nunca leste
Para esta categoria não me faltam opções, mas em principio será o livro "Ao Fechar a Porta" da B. A. Paris.

E vocês vão participar?
Share:
Read More
, , , , ,

Na TV: Young & Hungry

Género: Comédia, Drama, Romance
Temporadas: 5
Número de Episódios: 71
Ano: 2014-2018
Estado: Terminada
Produtora: ABC Family (atual Freeform)
Com: Emily Osment, Jonathan Sadowski, Aimee Carrero  
País: Estados Unidos da América
Duração: 22 minutos

Sinopse:
Dois universos colidem quando Josh (Jonathan Sadowski), um jovem e rico empresário, conhece Gabi (Emily Osment), uma jovem mal-humorada que quer ser a nova chef de cozinha pessoal do rapaz. Desesperada pelo emprego, ela deve provar que é boa naquilo que faz. Para isso, prepara um jantar romântico para Josh e a namorada, mas o evento dá errado e Gabi encontra-se numa situação embaraçosa. Com a ajuda da amiga Sofia (Aimee Carrero) e da empregada de Josh, Yolanda, Gabi transforma a dificuldade numa oportunidade de emprego e até mesmo, quem sabe, num relacionamento. 

Trailer:
A Minha Opinião:
Quem diria que eu ia conseguir acabar esta série antes do fim do ano, mas CONSEGUI!! 
A série gira em torno de Gabi, uma aspirante a Chefe de cozinha que vive a contar os tostões que tem no bolso e a tentar sair das embrulhadas em que se mete. 
Logo no primeiro episódio ela consegue impressionar Josh, que a contrata como sua Chefe, só que logo na primeira noite eles acabam na cama, estando ele noivo de outra mulher. Só que as prepecias não acabam por aqui, porque Gabi está constantemente metida em confusões com os seus grandes planos que na maioria das vezes acabam por falhar. Sempre acompanhada pela sua melhor amiga, Sofia, e depois por Yolanda e Elliot, eles juntos tentam resolver os problemas, mas acabam sempre por ter a ajuda de Josh. 
Eu não sei porque demorei tanto a ver esta série, afinal são episódios de 20 minutos, cheios de gargalhadas e confusões engraçadas e descabidas. 
Quanto às personagens, temos Gabi, uma rapariga que não sabe de muita coisa, sendo às vezes um pouco burra, mas no diz respeito à culinária é uma mestra. A Sofia, a melhor amiga e colega de casa de Gabi, uma latina, inteligente, com a cabeça no lugar, que contrasta muito com Gabi, mas acaba sempre metida nas confusões com ela. Yolanda, a empregada de limpeza de Josh, que gosta pouco de trabalhar e muito de beber, Elliot, que é uma espécie de manager de imagem do Josh, que é um asiático, gay e muito maldoso, que não gosta nada de Gabi, e por fim Josh, o multimilionário, um pouco egocêntrico, que acaba por se meter e muitas vezes resolver as confusões da Gabi.
O que mais gostei nesta série, é que ela entretém-nos, mas por outro lado parecia que não saía da cepa torta, porque por mais que seja inegável a atração entre o Josh e a Gabi, e que eles até tentem ter uma relação, acabam sempre por complicar tudo, o que acaba por só dar asneira. Ou é com apostas, ou escondem sentimentos, e depois arranjam maneira para que o outro dê o braço a torcer, mas acabam sempre metidos em alguma confusão, seja um mar com tubarões ou num bar de motoqueiros, ou noutro sítio completamente improvável. 
Para quem gosta de séries de comédia, com muito romance, muitas alhadas e para rir, eu recomendo esta, porque mesmo que eu demorasse a acabar de ver, não houve episódio em que não me ri-se!
A Minha Classificação:

Share:
Read More
, , , , , , , ,

Opinião Literária: Carolina Paiva - Regras para Descolagem

Regras para descolagem
de Carolina Paiva 
ISBN: 978-989-766-181-5
Edição ou reimpressão: 10-2018
Editor: Coolbooks
Idioma: Português
Páginas: 168
Género: Policial e Thriller
Compre na Wook:
Livro (aqui)
Ebook (aqui)
Goodreads: 3,25✮ (aqui)

Sinopse:
Lourenço, detective privado, foi contratado para aquele que decidiu ser o seu último caso. Depois da morte do mentor, e da quebra de todas as regras que com ele aprendera, a sua profissão parece já não fazer sentido.

A bordo de um voo internacional, um companheiro de viagem inusitado permitir-lhe-á fazer uma análise das normas que até há bem pouco tempo seguia escrupulosamente, e da sua importância. Entre o dilema de cumprir a missão para a qual foi contratado e fazer aquilo que lhe parece correcto, conseguirá Lourenço resolver o seu passado?

Sobre a autora:
Carolina Paiva nasceu em Lisboa em 1989, mas cresceu em Oliveira de Frades (distrito de Viseu). Em 2007, ingressou na Universidade de Aveiro, onde frequentou a Licenciatura em Línguas e Relações Empresariais. Regressou a Lisboa em 2010, para iniciar o Mestrado em Gestão de Recursos Humanos, área em que trabalhou durante alguns anos.
Dedica-se actualmente ao seu blog de opinião literária Holly Reader e trabalha na área de Marketing e Comunicação.

A Minha Opinião:
Primeiro quero agradecer à Coolbooks que me disponibilizou o livro para eu ler.
Este livro despertou-me curiosidade por ser um livro de uma escritora portuguesa, ainda por cima deste mundo do digital, e por na sinopse me apresentar um mistério.
O livro conta a história sob o ponto de vista de Lourenço, um detective privado, que depois de muito viver, decide terminar a sua profissão, sendo o caso que tem em mãos o último da sua carreira enquanto detective. Num Voo para Colombo, ele encontra-se com o seu caso atual, um do passado, e principalmente com ele próprio, revivendo a sua vida desde da sua infância até aos dias de hoje.
Eu gostei do livro, não podemos esquecer que é a obra de estreia da Carolina, e surpreendeu-me bastante por esse facto.
O que eu tenho realmente a apontar é a questão do que eu senti que o livro me iria oferecer que não realmente aconteceu. Eu parti para a leitura, pensando que ia encontrar um mistério a ser resolvido ao longo do enredo pelo Lourenço, o que realmente não aconteceu. O livro é a história de vida dele, o que passou quando era criança, as mulheres que passaram na vida dele, a família, e os momentos mais marcantes. Pouco falou do caso que tinha entre mãos, a não ser linhas gerais, e acho que podia ser mais desenvolvido, e para isso teriam de ser mais páginas, pois isto é um livro muito pequeno, para o potencial que tinha, e o que aponto é que não é um thriller ou policial, como é classificado nas livrarias online, mas talvez perto de um romance, o que não é de forma alguma coisa negativa, é que não é o que eu esperava.
A segunda crítica foi as pontas soltas que ficaram, pequenas coisas que me deixaram sem perceber e as mudanças na linha temporal. Há muitos recuos no tempo que não são vem sinalizados, e eu fiquei do tipo: Calma lá, onde é que eu estou? De quem é que ele está a falar? Acho que isto são pontos a melhorar, no sentido que ajuda o leitor a orientar-se, pondo por exemplo o ano, como acontece no livro que estou a ler atualmente.
De positivo destaco a forma com a autora intercalou durante a história a vida passada da personagem e a destacou a forma como isso acabou por influenciar as suas atitudes.
Resumindo, eu recomendo o livro, porque tirando esta questão temporal, é uma boa história, bem construída, cheia de memórias, só não vão com a ideia que é um género de policial, e assim certamente vão desfrutar muito mais da leitura que eu. E fico obviamente à espera de ler mais livros da Carolina.
A Minha Classificação:




Leitura com o Apoio:

Share:
Read More
, , , , ,

Opinião Literária: Cara Hunter - Perto de Casa

Perto de Casa
de Cara Hunter 
Título Original: Close To Home
ISBN: 978-972-0-03131-0
Edição ou reimpressão: 09-2018
Editor: Porto Editora
Idioma: Português
Páginas: 320
Género: Policial e Thriller
Compre na Wook:
Livro (aqui)
Ebook (aqui)
Goodreads: 4,04✮ (aqui)

Sinopse:
Como pode uma criança desaparecer sem deixar rasto?
A noite passada, Daisy Mason de oito anos, desapareceu enquanto decorria uma festa de família. Ninguém viu, ouviu ou percebeu o que quer que fosse, ou pelo menos, é o que todos dizem.
O Inspetor Adam Fowley está a tentar manter o espírito aberto, mas ele sabe que nove em dez vezes, o responsável é alguém que a vítima conhece muito bem.
Alguém está a mentir. E o tempo está a esgotar-se.

Críticas da Imprensa

"Perto de Casa é um thriller absolutamente envolvente que coloca os leitores no coração de uma busca desesperada por uma criança desaparecida. Compulsivo, com um final impossível de prever.”
Emma Kavanagh, escritora best-seller

“Perto de Casa é um policial de ritmo avassalador com mais reviravoltas do que uma montanha russa”
Judy, Richard and Judy Book Club

“Hunter faz um trabalho magistral ao construir um clima de tensão e a manter o leitor a conjeturar até ao fim do livro”
Publishers Weekly

Sobre a Autora:
Cara Hunter é uma escritora que vive em Oxford, numa rua não muito diferente das que são descritas nos seus thrillers. Perto de Casa é a estreia de uma série protagonizada pelo detetive Adam Fawley.

A Minha Opinião:
Desde já quero agradecer à Porto editora por me ter cedido um exemplar do livro. 
Eu estava ansiosa por ler este livro, por um lado a sinopse é bastante interessante e por outro, tenho ouvido excelentes opiniões sobre o livro de bloggers e booktubers.
O livro conta-nos a história de um desaparecimento de uma criança de 8 anos durante uma festa temática em sua casa. O inspector que fica com o caso é Adam Fowley, um dos melhores da polícia de Londres, e que desde do inicio ele diz que em quase todos os casos deste género quem leva as crianças é alguém que todos conhecem e próximo dela. Durante toda o livro há avanços e recuos no caso, porque existem coisas que não batem certo, e muitas mentiras vêm ao de cima, mas a pergunta é: O que realmente aconteceu à Daisy? 
Uma das coisas que gostei no livro foi a interactividade entre a investigação, e o mundo exterior, ou seja os inspectores de bancada. Que no Twitter e numa página de Facebook de apoio expõe as suas opiniões quanto ao que se vai passando e sobre quem é realmente o criminoso. Além disso há também notícias, e os relatórios dos interrogatórios feitos pela polícia aos suspeitos, o que cria uma ligação com o leitor. 
Quanto às personagens, para mim logo desde de inicio percebi que algo não batia certo naquela família, mas está a anos luz do que realmente se passava dentro daquelas paredes. Contudo a Daisy, por mais bonitinha que parecesse e perfeitinha, na minha opinião era uma peste com a mania que sabia tudo... 
Durante toda a história vai sempre havendo twist, um trás do outro, do modo que eu tinha lido 40 páginas num dia, e acabei com o livro no dia seguinte, porque eu fiquei viciada na leitura, e só queria saber quem tinha sido, e o final não é nada, mas mesmo nada previsível, eu não chegava lá, e olhem que por norma eu acerto no criminoso! Mas sem dúvida que o final é surpreendente!
Depois de todos os elogios, falta referir que percebe-se que houve um trabalho de pesquisa da autora quanto aos procedimentos da polícia, para que ficasse tudo o mais perto possível do que acontece na realidade, o que é sempre muito interessante, e só acrescenta valor ao livro. 

Obviamente para quem gosta de thrillers aconselho este livro, vão deliciar-se com a leitura!

A Minha Classificação:





Leitura com o apoio:


Outras Capas:

Share:
Read More
, ,

As Melhores e Piores| LM5 (Deluxe)

Eu sigo a banda desde do inicio no X Factor no Reino Unido, onde ganharam a edição em que participaram, e apesar de ter visto algumas músicas a circular no youtube, não me tinha apercebido que o álbum já tinha sido lançado. E nada melhor do que um álbum novo para iniciar a minha nova rubrica do blogue, "As melhores e Piores", onde eu dou a minha opinião sobre as melhore e piores músicas tanto de álbuns de artistas como bandas sonoras de filmes.

Disclaimer: O facto de eu neste momento não gostar das músicas, reflete unicamente a minha opinião face ao meu gosto musical, e não quer dizer que eu daqui a uns tempos passe a gostar. Eu nunca digo "Desta água, não beberei". As não mencionadas, não me aquentam nem arrefentam.

Houve claramente uma mudança no estilo musical do grupo, contudo é algo que se tem visto ao longo da carreira delas, mas se me identifiquei com os outros, este é um daqueles que está muito para o rap ou algo dentro desse género, que não é a minha cena, mas mesmo assim houveram músicas que me surpreenderam. 
Melhores
- Think about Us
Logo a segunda música do álbum, e daquelas que eu gosto tipo de baladas, bem do estilo das minhas
músicas preferidas delas!
- American Boy
Se me perguntarem o que gosto nesta música não sei! A vibe, e o facto de o ritmo ficar no ouvido foram os fatores que me fizeram adicionar a música aos meus favoritos.
- Tould You So
Lá está a vibe diferente, um estilo acústico, e que me envolveu completamente
- The Cure

Piores
Com eu falei anteriormente este álbum tem uma grande vibe de rap, e este não é nem de perto de longe o meu estilo de música, o que levou a que não gostasse de grande parte das músicas do álbum. Contudo estas foram para mim as piores de entre as que não gostei.
- Strip
Não é o meu estilo de música. Rap não é a minha cena, o que dificultou a conexão com a música.
- Wasabi
No inicio fez-me lembrar a strip, por elas cantarem a falar no inicio. Mais uma que não é do meu estilo...
- Motivate
Não me motivou nada!



Podem ouvir o álbum gratuitamente no Spotify:



E vocês já ouviram o álbum? Quais as vossas músicas preferidas?

Share:
Read More
,

Novidades Literárias: Novembro #2

Chegamos a meio do mês, e mais livros aparecem para nos levar à falência! Se contar-mos que o natal está para chegar, são mais meninos para por-mos na wishlist para o Pai Natal! 😉😉
Dia 16
Bertrand Círculo

Dia 20
Leya
Esfera dos Livros
Planeta 
Media XXI

Dia 21
Editorial Presença

Dia 23
Saída de Emergência
Faktoria K de Livros

Dia 27
Leya

Dia 28 
Clube do Autor

Dia 29
 Imprensa Académica

Share:
Read More
,

10 Séries que Quero Ver #4

Mais uma lista de séries para ver, como que se as que já tenho fossem poucas! São mais 10 séries para ver em breve!
1. The Indian Detective
Um policia de Toronto investiga um homicídio quando visita o seu pai na Índia.
2. SS-GB
Um britânico detetive de homicídios investiga um assassinato em uma Inglaterra ocupada pelos alemães em um universo paralelo onde os nazistas ganharam a Segunda Guerra Mundial.
3. Lethal Weapon
O cinquentenário Sargento Murtaugh (Damon Wayans, Sr.), da divisão de homicídios da polícia de Los Angeles, recebe um novo parceiro, o sargento Riggs (Clayne Crawford), da divisão de narcóticos da polícia do Texas, que começou a vida nas Forças Especiais do exército americano. Riggs é um jovem inconsequente, volátil e ligeiramente suicida que se mudou para Los Angeles para recomeçar a vida depois da morte de sua mulher e filho num acidente de carro, e não vai fazer bem ao coração frágil do quase aposentado Murtaugh.
4. Jessica Jones
Desde que sua curta vida como super-heroína acabou de forma trágica, Jessica Jones (Krysten Ritter) vem reconstruindo sua carreira e passou a levar a vida como detetive particular no bairro de Hell's Kitchen, em Nova York, na sua própria agência de investigações, a Alias Investigations. Traumatizada por eventos anteriores de sua vida, ela sofre de Transtorno de Estresse Pós-Traumático, e tenta fazer com que seus super-poderes passem despercebidos pelos seus clientes. Mas, mesmo tentando fugir do passado, seus demônios particulares vão voltar a perseguí-la, na figura de Zebediah Kilgrave (David Tennant), um obsessivo vilão que fará de tudo para chamar a atenção de Jessica.
5. Supergirl
Kara Zor-El nasceu no planeta Krypton, e escapou da destruição há anos. Desde então, ela chegou à Terra, e vem escondendo os poderes que ela e seus primos têm. Mas agora, aos 24 anos, ela ela decidiu assumir suas habilidades e ser a heroína que nasceu para ser.
6. Famous in Love
Estudante universitária, Paige realiza um sonho ao conseguir um concorrido papel numa produção de Hollywood. Jogada no mundo da fama, a jovem deverá conciliar sua vida acadêmica com a carreira de atriz. As coisas ficam ainda mais conturbadas quando Paige descobre a verdade por trás do desaparecimento de um famoso popstar.
7. Younger
Younger conta a história de Liza (Sutton Foster) uma mãe solteira que de repente se encontra de volta no mercado de trabalho, mas sua idade se tornará um fator de dificuldade. Porém, as coisas mudam quando ela conhece Maggie (Debi Mazar), que acha que ela aparenta ser muito mais jovem do que realmente é. Ela acaba trabalhando como assistente e faz amizade com colegas na casa dos 20 anos, como Kelsey (Hilary Duff).
8. Rosewood
Dr. Beaumont Rosewood Jr. (Morris Chestnut) é um patologista descolado e dono do laboratório mais sofisticado de Miami. Aventureiro de primeira viagem, ele é capaz de descobrir segredos em corpos de vítimas que outros nem imaginavam que existissem, e conta com a ajuda da detetive Annalise Villa (Jaina Lee Ortiz) para solucionar tais mistérios. Estes casos podem ser quase insolucionáveis, mas esta é a especialidade de Rosewood.
9. 9-1-1
911 é o número de telefone discado em casos de emergência e, por meio deles, diversas vítimas conseguem ser salvas. Agora, os operadores por trás deste número revelam seu dia a dia, mostrando as histórias mais marcantes e emocionantes que eles já viveram durante o expediente de trabalho.
10. Black Lightning
Jefferson Pierce é um pai de família que precisa voltar a atuar como o justiceiro Black Lightning quando a violência de gangues ameaça o futuro de sua comunidade e sua filha se torna obcecada com a execução da justiça. Ele precisa agir com cuidado, entretanto, pois a polícia está á sua procura.

Conhecem ou/e acompanham alguma destas?
Share:
Read More