, , , , ,

Opinião Literária: Nicholas Sparks - Só Nós Dois

Só Nós Dois
de Nicholas Sparks 
Título Original: Two by Two
ISBN: 9789892336930
Edição ou reimpressão: 11-2016
Editor: Edições Asa
Idioma: Português
Páginas: 568
Género: Romance
Compre na 
Wook
Livro (aqui) Ebook (aqui)
Bertrand
Livro (aqui) Ebook (aqui)
Goodreads: 3,91✮ (aqui)

Sinopse:
Por vezes, basta um segundo para mudar a nossa vida. E nesse instante avassalador, tudo aquilo que pensamos saber - e possuir - perde o seu valor.
Russell Green tem trinta e dois anos, é casado com Vivian, uma mulher lindíssima e dedicada; tem uma filha encantadora e uma carreira de sucesso. Dir-se-ia que a sua vida é de sonho. Mas o sonho vai dar lugar a um pesadelo… De um momento para o outro, Russ perde a mulher e o emprego e fica a sós com a filha de seis anos, London. Pela primeira vez, percebe que não pode entregar-se à sua própria dor pois London depende agora unicamente dele. Russ vai ter de se superar, de desbravar caminho, começar de novo…
Mas não é fácil cuidar de uma criança sozinho, fundar um negócio próprio, e lidar com as emoções contraditórias que ameaçam paralisá-lo. O dia a dia  com a filha é uma montanha-russa de escolhas, consequências e anseios. É muito mais difícil do que alguma vez imaginara. Mas é também infinitamente mais gratificante do que a correria de outrora.
E quando o imprevisível destino abre novamente a porta ao amor, deixa entrar algo mais. Algo para o qual Russ - mais uma vez - não está preparado.
Só Nós Dois é um retrato da experiência simultaneamente aterradora e gratificante de ser pai solteiro: dos desafios aos riscos, e, claro, às recompensas. Relembra-nos a importância dos laços de família e do amor.

A Minha Opinião:
Antes de tudo tenho que dizer que sou grande fã do Nicholas Sparks, e já li diversos livros dele em que a maioria gostei.
Este livro conta a história sob o ponto de vista de Russ, e no inicio de cada capítulo tem uma referência ao passado. Ele tem uma vida perfeita, ou pelo menos acha que sim, tem uma família que adora, um trabalho que gosta, o que um homem pode pedir mais? Só que quando deixa o seu trabalho, para fundar a sua empresa de publicidade a sua vida familiar começa a ter complicações. A sua mulher Vivian, que até então estava em casa a tomar conta da filha de ambos, London, regressa ao trabalho, mas acaba por viajar bastante, o que não agrada nem ao marido, que acaba por ter de tomar conta da filha, passando ele a estar em casa, nem à própria London que pouco vê a mãe.
A sinopse levou-me a ter uma surpresa, pois nada do que eu pensava que ia acontecer aconteceu, e não foi uma boa surpresa. Nada do que foi escrito é mentira, é talvez a história de muitas pessoas por aí, é talvez o livro mais provável de acontecer na realidade do Nicholas Sparks. Contudo faltava-lhe algo para o tornar mais interessante.
Para mim o livro é morno, o Russ não se impõe, basicamente a mulher faz tudo o que quer dele. É uma personagem que nem nos próprios pensamentos tenta agir, em vez disso acredita que a culpa é sempre dele, e que ela tem razão, porque gosta de agradar às pessoas.
A Vivian, como se tem tornado comum nos romances que li nos últimos tempos, é uma mulher que consegue manipular o marido, para conseguir sempre o quer, e quando a conversa não vai na direção que ela quer, vira costas, desliga a chamada.
A Minha personagem favorita é a Marge, a irmã do Russ, tem carisma, é divertida, e é o grande apoio do irmão. Está sempre a picá-lo, mas ao mesmo tempo está sempre ao seu lado, bem como ele a ela.
Resumindo, para mim as páginas mais interessantes foram as últimas 100, mas acho que o meu desinteresse face ao livro vem também da minha idade/experiência de vida. Eu não sei o que é viver em família (casal), ou seja, a minha opinião sobre as discussões é de quem nunca teve de reagir a uma.
Todavia há coisa coisas positivas no livro, como ser narrado um homem, não é bem pai solteiro, mas quase, ele tem de aprender muitas coisas, e não é uma coisa falada na sociedade. Apesar de cada vez mais os pais interferirem na educação dos filhos, ainda é uma espécie de tabu. A mãe ficar em casa por causa do filho, normal, mas quando é o pai, a sociedade ainda olha de lado, ou para dizer que essa é a obrigação da mãe, ou que o pai não tem competências para tal, o que é uma estupidez.
Resumindo a minha relação com o livro foi conturbada, não o acabei tão rápido como previa. Eu tinha expectativas muito altas para livro, e não senti que fossem atingidas. Ainda bem que não comprei o livro, requisitei na biblioteca. Eu acabei por gostar, mas nada de especial.
Para pessoas com outra visão da vida, este livro é provavelmente adequado, e terão muito mais prazer na leitura que eu.

 Classificação:





Outras Capas:


Share:

2 comentários:

  1. Já li este livro, e sou suspeita porque adoro os livros dele :)
    Gostei bastante do livro, aliás foi o meu aliado no hospital!

    ResponderEliminar