, , , , , ,

Opinião Literária: Clara Macedo Cabral - A Inglesa e o Marialva

A Inglesa e o Marialva
de Clara Macedo Cabral 
ISBN: 9789897419539
Edição ou reimpressão: 07-2018
Editor: Casa das Letras
Idioma: Português
Páginas: 384
Género: Romance
Compre na 
Wook
Livro (aqui) Ebook (aqui)
Bertrand
Livro (aqui) Ebook (aqui)
Goodreads: 3,40✯ (aqui)

Sinopse:
Esta é a história verídica de uma inglesa apaixonada por cavalos que chegou a Portugal nos anos sessenta com o sonho de aprender a tourear. Determinada, aventureira e apoiada por famílias portuguesas importantes, Ginnie Dennistoun - que escolheria o nome artístico Virginia Montsol - não só venceu todas as barreiras como se tornou uma pequena celebridade no mundo fechado, elitista e masculino dos toiros, arrebatando o público com a sua elegância e beleza.

Na Chamusca do Ribatejo, onde passou a residir, Ginnie viveu em segredo um grande romance com o toureiro que fora seu mestre. Mas como se sentiria esta rapariga de vinte e poucos anos, alternando entre a Inglaterra dos Swinging Sixties, da emancipação da mulher, dos Beatles, da construção de uma sociedade mais igualitária, e o Portugal salazarista, pobre e marialva, onde as mulheres deviam ser obedientes e discretas e a sua relação com um homem mais velho era um escândalo?

A Inglesa e o Marialva narra a vida de uma mulher de coragem que, contra tudo e contra todos, incluindo a própria família, venceu os constrangimentos do mundo em que nascera e, nessa viagem, descobriu verdadeiramente quem era.

A Minha Opinião:
Desde já agradeço à editora Casa das Letras por me ter disponibilizado o livro.
Este livro chamou-me à atenção por ser um romance que se passava na época salazarista, uma época da qual eu gosto bastante.
Conta a história de uma inglesa Virginia, que ama cavalos e que numa visita a Espanha, fica deliciada com a Tourada, mas que acaba com as espectativas desfraldadas quando vê que não lhe vão ensinar nada. Então mais tarde parte para Portugal, inicialmente instala-se em Lisboa, com uma cunhada da irmã, e procura arranjar uma maneira de conseguir que alguém lhe ensine a tourear, contudo a tarefa revelou-se mais complicada do que ela previra, e quando finalmente arranjou um professor viu que as dificuldades não tinham acabado. Para tudo era preciso dinheiro, e teve de começar a dar explicações de inglês, vivia numa casa com uma senhoria nada agradável, estava acima do peso para o que pretendia fazer e além disso parecia que não aprendia nada. Alberto, o seu professor, acabaria por se tornar um dos seus amigos e também muito mais que isso, só que às vezes as adversidades são maiores do que a vontade de vencer.
Esta história desiludiu-me um pouco, não pelo conteúdo, mas pelo que eu esperava dela. Para mim haveria muito mais romance entre Ginnie, como era chamada, e Alberto, algo que não é demonstrado a preceito no livro. Fala-se da atração que ela tem por ele, e da forma como Ginnie percebe o interesse de Alberto, principalmente porque a abordagem masculina portuguesa é diferente da inglesa, mas não demonstra cenas mais românticas, fala apenas delas.
A história centra-se na luta de Ginnie para conseguir aprender, pois Alberto diz-lhe que tem de esquecer tudo o que aprendeu e aprender a montar à portuguesa, e na forma como ela se vai incluir na sociedade da época, onde as mulheres tinham como dever servir o marido. Conta as visitas às ilustres famílias da Chamusca, e não só, as suas aventuras na arena, e as suas dificuldades, não só financeiras, mas também por ser mulher. Se havia quem a apoiasse, havia também quem achasse que estar num cartaz com ela era uma despromoção, ela afinal era uma amadora. Na minha opinião o sucesso que ela teve, foi conseguido pela sorte que teve nas pessoas com que se relacionou, que facilitou que a aceitassem, que a elogiassem e apoiassem.
Este livro fala de uma mulher que lutou pelo que queria, mesmo tendo dificuldades, muitas vezes comendo pouco, e com um amor pelos seus cavalos incondicional, era como se fossem seus filhos.
Como puderam ler pela sinopse, é uma história real, com algumas coisas irreais, mas na base esta história aconteceu, esta mulher fez história, mas tentou escondê-la durante muitos anos depois de regressar a Inglaterra. Talvez por ser real, e a pessoa em questão já ter falecido, em 2008, e questão do romance não ter sido tão aprofundado, afinal fora um assunto que até poucos anos antes da doença se agravar, ela não tocava. Mas o facto de o livro ter no fim algumas fotografias, cartas, anúncios, faz-nos ver que aqueles pontos cruciais aconteceram realmente. Como uma das cartas de Alberto, que definiu o que ela fez da sua vida. E pelas fotos pode-se dizer que o Alberto era bem jeitoso! (risos)
Para quem gosta de livros passados nesta época, de conhecer mais sobre esta arte, que hoje em dia é bastante polémica, acho que se vão deliciar com este livro.

Classificação:
Eu no Goodreads, dei 3 estrelas, porque não dá para dar meia estrela, mas para mim o livro, não é um livro de 3 estrelas, mas sim de 3,5 estrelas, e como o blogue é meu e sou eu que mando na escala, é à minha maneira!! (risos)

Leitura Com o Apoio

Share:

1 comentário:

  1. Adoro histórias baseadas em acontecimentos verídicos! E também gosto muito de ler livros que abordam a época salazarista. :)

    ResponderEliminar