Na TV: Bella e os Bulldogs

Género: Comédia, Romance
Temporadas: 2
Número de Episódios: 40
Ano: 2015
Estado: Cancelada
Produtora: Nickelodeon
Com:  Brec Bassinger, Coy Stewart, Jackie Radinsky

Sinopse:
A série é sobre uma cheerleader chamada Bella Dawson(Brec Bassinger) que vive no Texas e inesperadamente torna-se Quarterback da equipa de futebol americano da sua escola.




Trailer:
A Minha Opinião:
Eu tenho TV cabo da Meo, e infelizmente não tem a nickelodeon, então eu vi esta série online. Por isso não sei se ainda é transmitida aqui em Portugal.
Mas vamos à história da série, é sobre uma rapariga, a Bella, que é cheerleader mas que adora futebol. Num dos treinos é vista a sua capacidade como jogadora, neste caso como QuarterBack, que no futebol americano é como se fosse a capitã de equipa. Durante toda a série vemos as batalhas dela como jogadora, numa equipa masculina de futebol Americano.
Eu sou grande fã deste tipo de séries adolescentes, porque têm sempre muita graça e bons enredos. Esta é uma das melhores da nicklodeon (não é que eu tenha visto muitas), principalmente porque mostra que uma rapariga pode fazer tudo o que um rapaz faz, ou ainda melhor.
São muitas as batalhas da Bella para jogar, se inicialmente era apenas ter de convencer os colegas de equipa a dar-lhe crédito pelas suas capacidades, mais à frente são os adversários e as regras a estarem contra ela, ou melhor, contra o facto de ser uma rapariga.
Apesar de tudo, ela não é uma maria-rapaz, algo que ainda está muito na cabeça das pessoas, é que uma rapariga que faz desporto que normalmente seria para homens, não é feminina. A Bella anda de saltos altos, gosta de cor de rosa, saias, e coisas de rapariga, desmistificando muitas ideias.
Tenho pena que a série não tenha sido renovada, pois é um incentivo para que as crianças, neste caso as raparigas, percebam que podem ser o que quiserem independentemente do que a sociedade pode dizer. 
A Minha Classificação:


Crítica Literária: Nicholas Sparks - Uma Vida ao Teu Lado

Uma Vida ao Teu Lado
de Nicholas Sparks

ISBN: 9789892330792
Edição ou reimpressão: 06-2013
Editor: Edições Asa
Idioma: Português
Páginas: 448
Género: Romance

Compre na Wook:
Livro: 17,50€
Ebook: 12,99€

Sinopse:
Quando Sophia Danko conhece Luke, algo dentro dela muda para sempre. Luke é muito diferente dos homens ricos e privilegiados que a rodeiam. Através dele, Sophia conhece um mundo mais genuíno e puro do que o seu, mas também mais implacável. Ela tem uma vida protegida. Ele vive no limite. À medida que se descobrem e apaixonam, Sophia encara a possibilidade de um futuro diferente do que tinha imaginado. Um futuro que Luke tem o poder de reescrever... se o segredo que o atormenta não os destruir a ambos.
Não muito longe, algures numa estrada escura, um desconhecido está em apuros. Ira Levinson tem 90 anos e acabou de sofrer um acidente de carro. Ao tentar manter-se consciente, Ira sente a presença de Ruth, a sua mulher que morreu há 9 anos, materializar-se a seu lado. Ela encoraja-o a lutar pela vida, relembrando a história de amor que os uniu. Ira sabe que Ruth não pode estar no carro com ele mas agarra-se às suas delicadas memórias, revivendo as tristezas e alegrias que definiram a sua paixão.

Ira e Ruth. Sophia e Luke. Dois casais com pouco em comum, cujas vidas vão cruzar-se com uma intensidade inesperada nesta celebração do poder do amor e da memória.

Uma viagem extraordinária aos limites mais profundos do coração humano pela mão de Nicholas Sparks.

A Minha Opinião:
Antes de mais um agradecimento à minha amiga Daniela, que me emprestou o livro!
Começando pela história, comecemos por Ira e Ruth, numa viagem entre o passado e o presente, conhecemos uma história de amor que ultrapassou os tempos e as maiores adversidades. Ira é completamente apaixonado por Ruth, mas tem que ser ela a dar o primeiro passo, pois ele era muito envergonhado. Mas naquele momento, encarcerado dentro do carro e prestes a cair numa rabina, todas as memórias regressam, fazendo com que se mantenha acordado.
Por outro lado temos Sophia e Luke, ela uma estudante universitária, de certa maneira pouco rebelde, e ele um montador de touros. Eles não têm nada em comum à primeira vista, mas vendo ao pormenor à muito que os liga. Sophia vem de uma relação que acabou mal, e vê em Luke um homem vivido, e não uma criança como o seu ex-namorado. A maior ligação que têm são as longas conversas e a maneira como conseguem perceber-se um ao outro.
Eu gostei da história. Ligeiramente mais maçuda do que o normal, mais por haver mais descrições e não tanto diálogos. Mas o que mais me chamou à atenção foram as duas histórias de amor, que nada têm em comum a não ser o que os une, o verdadeiro amor, que vem das pequenas coisas, das memórias.
No momento da vida de Ira que a história começa, ele está às portas da morte, e o que o mantém vivo naquelas condições é as memórias do seu amor por Ruth. Mesmo milionário, o que lhe interessa é o que viveu e não o dinheiro que tem.
Contudo o amor de Sophia e Luke, parece tão repentino, que estou pior que a melhor amiga dela, Márcia, que pouco acredita que dê certo. Como ela diz, tudo anda demasiado depressa.
Algo que não gostei foi o facto de a história de Ira e Ruth e a de Sophia e Luke andarem a ritmos diferentes, mas estarem intercaladas na leitura, o que tornava complicada a compreensão em certos momentos de tempo. Enquanto numa tinham passado horas, noutra tinham passado semanas, às vezes tornava-se confuso.
Tirando isto, gostei bastante da história em si, e já estive até a ver o trailer do filme, que foi uma autêntica desilusão, acredito que não irei ler tão depressa. Sem querer dar spoilers do livro, não é nada parecido na forma como as coisas acontecem, e acredito que como noutros casos, tenham retirado partes, que para mim, são essenciais para a história, ou pelo menos modificado-as.
A Minha Classificação:


Na TV: Manhattan Love Story

Género: Comédia, Romance
Número de Episódios: 11 da 1ª Temporada
Ano: 2014
Estado: Cancelada
Produtora: abc
Com: Analeigh Tipton, Jake McDorman, Nicolas Wright


Sinopse:
Alguma vez já ficaste tentando descobrir o que o teu par está realmente a pensar? Esta comédia-romântica explora as diferenças entre homens e mulheres, e destaca as disparidades entre o que dizem e o que realmente pensam em um relacionamento. Dana (Analeigh Tipton) é nova na cidade e está pronta para ter sucesso no mundo publicitário de Nova York. Ambiciosa, apaixonada, mas ao mesmo tempo medrosa e impaciente. Ela sai em um encontro com Peter (Jake McDorman), e acompanharemos passo a passo todos os seus encontros, ouvindo exatamente o que estão pensando na trilha de seu romance.

Trailer:
A Minha Opinião:
Desde já, podem pensar que por ser cancelada a série não é grande coisa. Mentira. Eu não percebo bem como é que isso dos cancelamentos funciona, mas nem sempre é verdade. Acreditem.
Primeiro que tudo, deixem-me apresentar-vos a história, um cliché, a rapariga que vem para uma cidade nova e encontra o amor, um rapaz que não é muito de relações sérias. E como se conhecem? Através da melhor amiga dela e do irmão dele, que por acaso são um casal, e lhes marcam um encontro às cegas que está longe de correr bem, acreditem.
Então o que faz esta série cliché ser interessante?
Simples, nós não só vemos o que se passa na vida deles, como na cabeça. Todos nós pensamos uma coisa e dizemos outra, e é giro ver isso nos outros, principalmente quando é comparado de ambos os lados e se vê a verdadeira diferença e educação nos pensamentos!
Infelizmente a série nunca passou em Portugal, mas podem-na encontrar na internet (eu nunca disse isto) inclusive legendada, ou seja não é uma completa desconhecida como aconteceu com outras. Na realidade não passa de mais uma sacrificada da Abc, que adora cancelar séries, e são as que eu vejo (que pontaria).
Passando frustrações para trás, esta série é ótima para ultrapassar um drama de amor, porque a cabeça da Dana é fantástica, e a Peter, não fica atrás. E eu conselho a assistirem!
A Minha Classificação:


Cinema: A Vida Secreta dos Nossos Bichos


Título original: The Secret Life of Pets
De: Yarrow Cheney, Chris Renaud
Com: Louis C.K. (Voz), Kevin Hart (Voz), Eric Stonestreet (Voz), Jenny Slate (Voz)
Género: Animação, Comédia
Ano: 2016

Sinopse:
Max é um cachorro encantador que adora Katie, a sua dona. A sua vida é tranquila e ele passa todo o dia numa azáfama, ansiando pelo momento em que ela regresse a casa. Um dia, Katie decide adoptar Duke, um rafeiro gigantesco e um pouco desastrado que rouba metade da atenção da dona e o lugar privilegiado que sempre pertenceu a Max. Quando parecia que nada poderia piorar naquela casa, os dois cães perdem-se em Nova Iorque (EUA). Confundidos com animais abandonados, são capturados e levados para um canil. Desesperados, acabam por ser libertados por Pompom, um coelho branco de ar adorável que se revela um verdadeiro sociopata e que lhes mostra o seu plano maléfico: recrutar todos os animais domésticos abandonados e quando tiver um grande exército de feras, vingar-se de todos os humanos do mundo…

Trailer:

A Minha Opinião:
Já vi este filme à algum tempo, mas só agora tive tempo para vir aqui ao blogue dar a minha opinião.
Este filme logo pelo trailer chamou-me à atenção. É divertido ver os animais a fazer asneiras, como a gata a comer tudo o que está no frigorífico ou pássaro a fingir que está a voar por grandes planícies.
O filme conta a história dos animais de estimação quando os donos saem para trabalhar. Cada um deles tem as suas atividades diárias, desde comer o que há no frigorífico a ficar à porta à espera que o dono regresse. A história foca-se mais em Max, um cão adorável que adora a sua dona, só que um dia ela trás um novo irmão de Max para casa, Duke, que é gigante e peludo além de desastrado, o que não agrada nada a Max, afinal ele vem roubar-lhe espaço e atenção de Katie. Estes dois entraram nas maiores aventuras, com coelhos adoráveis capazes de acabar com os humanos!
Eu gostei muito do filme. Cada vez mais as pessoas têm animais de estimação dos mais diferentes tipos, e este filme mostra mais sobre eles. Trás também a ideia de partilhar espaço e atenção, algo que nem sempre é fácil para as crianças, e vêem nesta história protagonizada por cãezinhos adoráveis que há amor para todos!
Aconselho que vejam, é um filme excelente para ver em família!
A Minha Classificação:



Crítica Literária: John Green - À Procura de Alaska

À Procura de Alaska
de John Green 

ISBN: 9789892325644
Título Original: Looking for Alaska
Edição: 05-2013
Editor: Edições Asa
Idioma: Português
Páginas: 256
Género: Romance

Compre na Wook:

Livro: 16,90€
Ebook: 9,99€

Sinopse: 
Na escuridão atrás de mim, ela cheirava a suor, luz do sol e baunilha, e, nessa noite de pouco luar, eu pouco mais podia ver além da sua silhueta, mas, mesmo no escuro, consegui ver-lhe os olhos - esmeraldas intensas. E não era só linda, era também uma brasa."
Alaska Young. Lindíssima, esperta, divertida, sensual, transtornada… e completamente fascinante. Miles Halter não podia estar mais apaixonado por ela. Mas, quando a tragédia lhe bate à porta, Miles descobre o valor e a dor de viver e amar de modo incondicional.
Nunca mais nada será o mesmo.

A Minha Opinião:
Uma das coisas que eu gosto nas obras do John Green é que ele escreve para adolescentes, algo cada vez mais raro hoje em dia. Isto é uma forma de cativar os adolescentes à leitura, pois eles identificam-se com o que lêem.
Mas vamos então ao livro, este conta a história pelo ponto de vista de Miles, um rapaz que é considerado um patinho feio, sem amigos e novo no colégio. Rapidamente cria uma amizade com o seu colega de quarto, a quem chama "Coronel", e se apaixona por Alaska. Os três tornam-se grandes companheiros de aventuras, cada um com algo que o caracteriza, por exemplo o Miles decora as frases que figuras históricas disseram antes de morrer, Coronel decora as capitais dos países e Alaska sonha ter uma grande biblioteca pessoal. Só que um dia Alaska desaparece e foi como se o grupo se desintegrasse, e Miles quer descobrir o que aconteceu com Alaska.
Do mesmo autor do livro "A Culpa é das Estrelas", que eu ainda não li, nem vi o filme, dizem que este não é tão bom, e eu nada posso dizer em contrário visto que só li este. O livro é escrito de uma forma simples e nada complexa, como já disse é para o público adolescente, faz com que eles se identifiquem, porque estão ou vão passar, ou viram alguém passar por aquilo, o que os torna mais íntimos da história.
Na minha opinião é um livro que nos faz pensar na dor de perder alguém que nos é querido, e na forma como isso pode afetar as nossas vidas e como o podemos ultrapassar.
Por isso eu aconselho que leiam o livro, e "fácil" de ler!
A Minha Classificação:


Séries que ando a ver

Agora de férias, finalmente vou conseguir por os episódios em dia e começar a ver novas séries! Algumas foram recomendadas, outras já estavam na lista "10 Séries que ainda não Acabei de ver", outras na lista "10 Séries que quero ver", e outras são novas, porque quando se está enterrado em séries nada melhor que uma nova para a lista!

Young & Hungry
Esta estava na lista das séries que ainda não acabei de ver. E neste momento posso dizer que me faltam 3 temporadas (a última terminou à pouco tempo).
Young and Hungry é uma comédia que narra a vida de Gabi, uma jovem blogueira de culinária contratada como chef pessoal de um rico e atraente empreendedor de tecnologia.

Raven's Home
A segunda temporada acabou de estrear nos Estados Unidos (lá se sabe quando vem para Portugal), e eu já estou a adorar!
Raven Baxter (Raven-Symone), a simpática adolescente que via o futuro, está de volta, agora divorciada e mãe de uma casal de pré-adolescentes. Ela mora com Chelsea (Anneliese van der Pol), que também cria seu filho pequeno. Só que um filhos de Raven herdou seus poderes, mas assim como sua mãe, ter esse dom só aumenta as possibilidades de se meter em confusão.

Take Two
Esta Série foi-me recomendada por uma amiga e ainda só vi 2 episódios e estou a adorar, tem a parte de investigação que eu adoro!

Sam foi a estrela de um antigo programa policial, mas precisa recuperar sua carreira após passar por uma clínica de reabilitação. É aí que ela passa a acompanhar o trabalho do solitário detetive particular Eddie, que vê na jovem um potencial para a área investigativa. No entanto, a moça só pensa neste trabalho como parte de uma pesquisa para um possível personagem, até que ela o ajuda a resolver um grande caso, fazendo dos dois a dupla de investigadores mais cobiçada do momento.




Life Sentence
Esta série estava na lista das séries que queria ver e já vi 3 episódios!! Já é um progresso. A minha opinião sobre a série ainda está dividida. Assim que acabar de ver publico a minha opinião!

Quando uma jovem mulher descobre que o cancro terminal do qual ela achava que sofria era apenas um alarme falso, ela precisa viver com as consequências das decisões que tomou enquanto achava que estava morrendo.

Brooklyn Nine-Nine
Está na lista das séries que tenho de acabar de ver, e tenho muitas esperanças que seja desta que a consigo por em dia!

Jake Peralta é o talentoso e despreocupado detetive do 99º distrito do Brooklyn que, junto ao seu grupo eclético de colegas, lidava com um capitão relaxado no escritório. Tudo muda quando o novo e cronicamente tenso capitão Ray Holt chega à delegacia disposto a fazer com que esse grupo disfuncional de detetives se torne o que há de melhor no Brooklyn.

Vocês vêem alguma destas séries? Que outras me recomendam?

Novidades Literárias para Julho - Topseller

O mês começou ainda agora, mas muitas serão as novidades literárias que nos irão por a festejar e deixar a nossa carteira numa desgraça! Fiz uma pesquisa e trago as que mais me chamaram à atenção da top seller!

Jill Mansell - Três Coisas Incríveis Sobre Ti
À Venda a 16 de julho
«Quando um livro nos consegue fazer sorrir, chorar e suspirar, sabemos que é um vencedor.»

Hallie tem dois segredos: é autora anónima de um blogue popular, onde resolve os dilemas dos leitores; e está perdidamente apaixonada? pelo seu médico. Sim, porque Hallie tem os dias contados, e só uns pulmões novos a salvarão. Terá ela coragem de se declarar antes de partir?

Flo encontra-se numa situação caricata. Vive no apartamento de um gato. E ela só terá um teto, enquanto o felídeo estiver vivo.

Com esta nova condição, surgem pessoas interessadas no apartamento que lhe querem fazer a vida negra. Flo está preparada para tudo? Mas o que fazer quando o amor lhe bate à porta com uma surpresa agridoce?

Tasha é uma mulher citadina com um namorado viciado em aventura. É verdade que os opostos se atraem, mas estará ela preparada para a adrenalina que ele trouxe à sua vida?


Três mulheres, muitas escolhas e uma força extraordinária que as une de formas inesperadas. Neste novo livro de Jill Mansell celebra-se a vida, numa história romântica sobre carpe diem e segundas oportunidades.

J. Kenner - Malícia e Redenção
À Venda a 16 de julho
O sexo é uma arma. Constrói, destrói e vicia? mas às vezes pode ser a salvação? a salvação de que Lyle e Sugar precisam.

Lyle Tarpin é um ator de Hollywood, com uma carreira de sucesso e uma reputação imaculada. Ninguém desconfia do seu passado turbulento e das mulheres pagas pela sua discrição. Lyle sempre conseguiu manter as duas facetas separadas e escondidas do público?

Até agora. Depois de ter sido fotografado num momento íntimo com Sugar ? uma das mulheres que contratou ?, a única forma de salvar a carreira é fingir uma relação. E de um momento para o outro, Lyle tem de desempenhar o maior papel da sua vida, com a única mulher que o descontrola.

Falida e com três empregos, Sugar tudo faz para tentar salvar-se das dívidas que tem acumuladas, inclusive passar uma noite com Lyle. Mas o inesperado acontece. Um encontro intenso torna-se numa relação amorosa com um dos homens do momento. E Sugar, não tem escolha: precisa do dinheiro.

Afinal, quão difícil será fingir que namora com um dos atores mais sensuais de Hollywood?


Quando há química entre ambos, é muito difícil!

Julianne Donaldson - Amor em Blackmoore
À Venda a 16 de julho
Uma deliciosa história de amor que suscita fortes emoções, ao estilo de Jane Austen.

Na Inglaterra do início do século XIX, espera-se que a principal ambição de uma mulher seja casar. Mas Kate Worthington conhece bem o seu coração e sabe que o casamento não está nos seus planos. O seu sonho é viajar até à Índia para encontrar paz para o seu espírito inquieto e se poder afastar da nefasta influência da sua família. Só que a mãe de Kate tem outros planos e propõe-lhe um acordo: Kate pode ir para a Índia, mas apenas se conseguir ? e rejeitar ? três propostas de casamento.

Kate viaja então até Blackmoore, uma imponente propriedade rural numa charneca junto ao mar, e pede ajuda ao seu querido amigo de infância, Henry Delafield, para alcançar os seus objetivos. Porém, quando se trata de assuntos de amor, os acordos significam pouco e os planos podem mudar. Ali, nas terras selvagens e misteriosas de Blackmoore, Kate terá de enfrentar a dolorosa verdade que há anos mantém o seu coração cativo. Será ela capaz de rejeitar uma proposta que poderá revelar-se a única forma de libertar o seu coração?


«Um romance fascinante, com um enredo fabuloso.» - Publishers Weekly

Amy Harmon - Procura-me Quando a Guerra Acabar
À Venda a 16 de julho
Em cada vida salva, um pequeno ato de rebelião?

1933. Angelo Bianco chega a Florença e é recebido pela família de Eva Rosselli. Os dois crescem juntos, ele católico, ela judia. Com o passar dos anos, a amizade que os une torna-se num amor impossível que desafia as crenças de ambos. Mas Angelo sabe que tem de seguir a sua vocação.

Agora, dez anos depois, Angelo é um padre católico e Eva está em risco de ser deportada, e precisa da sua ajuda. Após a chegada da Gestapo, Angelo esconde Eva num convento, onde muitos judeus estão a ser protegidos pela Igreja. Até que chega o dia em que nem o Vaticano consegue enfrentar os nazis.

Com a guerra e a morte iminentes, Angelo e Eva ajudam aqueles que foram despojados de tudo, colocando as suas vidas em risco todos os dias. E é ao tentar o destino e a sorte, que Angelo enfrenta a decisão mais difícil de todas para proteger a mulher que sempre amou.

em cada luta, um ato de humanidade.


«Belo e exuberante. Trágico e astucioso. Guerra. Amor. Fé. Um tanque bélico que irrompe pelo coração adentro, deixando os destroços sob os quais crescem papoilas.» - Suanne Laqueur, autora vencedora do Writer's Digest Awards

Elizabeth Wein - Nome de Código: Verity
À Venda a 16 de julho
O retrato impressionante do mundo da espionagem, onde nunca nada é o que parece ser!

Uma missão falhada

No dia 11 de outubro de 1943, em plena Segunda Guerra Mundial, um avião espião britânico despenha-se em território francês ocupado pelos nazis. A bordo, numa missão ultrassecreta, seguem duas jovens amigas: Maddie, a piloto, e Verity, a passageira.

Nas mãos do inimigo

Apesar de sobreviver ao acidente, Verity é capturada pela Gestapo. Para uma agente secreta, ser aprisionada em território inimigo é o pior dos pesadelos. Os interrogadores nazis dão-lhe uma escolha difícil: revelar o objetivo da sua missão, em troca de dias de vida, ou enfrentar um destino terrível.

Traição ou salvação?

Enquanto escreve a sua confissão, Verity vai revelando o seu passado, numa história emotiva, cruel e redentora. Cada nova página representa mais tempo de vida para si, mas também mais segredos entregues ao inimigo. Resta saber se essa confissão será o suficiente para salvá-la e se conseguirá concluir com sucesso uma missão aparentemente condenada ao fracasso.


Um livro multipremiado. Um hino à amizade e à coragem.



Viajando Pelo Mundo em Postais: Os Países Mais Esquisitos

A Minha coleção de postais já conta com mais 250 postais de 33% do mundo segundo a BeenApp. O que para mim é uma tristeza ser tão pouco, muito devido à falta dos países africanos, pois da Europa tenho 75%, faltam-me apenas países mais estranhos, como o Vaticano (sim é considerado um Estado, mesmo que esteja dentro de Roma), Ilhas Faroé, Gibraltar e locais do género.
Mas o que venho mostrar hoje, nesta minha nova rubrica, são alguns países que são menos conhecidos do público em geral de que tenho postais. Infelizmente nem todos são de paisagens, mas a cavalo dado não se olha a dente.

Podem Ver todos os postais que recebi no meu perfil do flickr (aqui)

Argélia (Africa)
A Argélia é um país da África do Norte, que tem no seu interior o deserto do Saara. A sua Capital é Argel.  Este postal é sobre os povos que habitam no deserto. 
Jersey e Guernsey


Jersey é uma ilha no Canal da Mancha que, junto com Guernsey, formando as Ilhas do Canal, uma dependência da Coroa Britânica que não fazem parte do Reino Unido.

Guam
É um território organizado não incorporado norte-americano na Micronésia, localizado na extremidade sul das Ilhas Marianas, no oeste do Oceano Pacífico. A sua Capital é Hagåtña e tem cerca de 178 000 habitantes.
 Saint-Pierre e Miquelon
É uma coletividade de ultramar da França situado no noroeste do Oceano Atlântico, perto da província canadense de Terra Nova e Labrador. A sua Capital é São Pedro e tem cerca de 6 500 habitantes.
Turquemenistão
É um país situado na Ásia Central. A sua Capital é Asgabate, e tem cerca de 5 171 943 habitantes.
Nepal
É um país asiático da região dos Himalaias. É limitado a norte pelo Tibete, região autónoma da China e a leste, sul e oeste pela Índia. É um país sem costa marítima. A sua capital é Catmandu.  Tem cerca de 30 430 267 habitantes.
Brunei
É um estado soberano localizado na costa norte da ilha de Bornéu, no Sudeste Asiático. A sua Capital é Bandar Seri Begawan. Tem cerca de 416.000  habitantes.
Uzbequistão
É um país duplamente encravado localizado na Ásia Central, composto de doze províncias, uma república autônoma e a capital Tasquente. Tem cerca de 27 345 026 habitantes. 

Estes são alguma das minhas relíquias, estes países têm pouca presença no Postcrossing por isso é mais complicado ter postais. Mas a minha luta continua!

Na TV: Deception

Género: Drama
Número de Episódios: 13
Temporada: 1
Onde Ver: TVSéries
Estado: Cancelada
Produtora: abc
Com: Jack Cutmore-Scott, Ilfenesh Hadera, Lenora Crichlow



Sinopse:
Um mágico profissional vai trabalhar para o FBI depois que um escândalo acaba com sua carreira de estrela. Agora ele emprega suas habilidades ajudando as autoridades com crimes misteriosos demais para a percepção dos investigadores comuns, assim como idealizar armadilhas para espiões com a ajuda da arte da prestidigitação.


Trailer:
A Minha Opinião:
Antes de mais é de reforçar o meu gosto por magia, e além disso por séries policiais. Além do género de Comédia este é o meu outro amorzinho!
A Série conta a história de Cameron Black, um mágico de grande sucesso que numa noite é acusado de matar uma mulher, mas na realidade o acusado é o seu irmão gémeo desconhecido Jonathan Black, que está inocente. Disposto a ajuda-lo a provar a sua inocência, Cameron acaba a ajudar o FBI a resolver casos que não passam de ilusões, mas que só os profissionais conseguem perceber isso.
Nesta série não vemos tiroteios, nem perseguições arriscadas, mas sim truques tanto para enganar os criminosos, como para ultrapassar as leis. 
Cameron vê-se muitas vezes entre o irmão e a lei, o que causa alguns problemas para os dois lados.
Eu gostei muito de assistir esta série, tenho muita pena que tenha sido cancelada pela ABC, acho que tinha muito potencial para uma segunda temporada, principalmente tendo em conta a forma como terminou a primeira, mas pronto...
Aconselho a verem, principalmente quem gosta de magia, fiquei a pensar em muita coisa que dá na televisão depois de ver esta série! 
A Minha Classificação:


Cinema: Love at The First Glance

De: Terry Ingram
Com: Amy Smart, Adrian Grenier, Jonathan Bennett 
Género: Comédia, Romance
País: Estados Unidos da América
Duração: 80 Minutos
Ano: 2017

Sinopse:
Depois que a jornalista Mary Landers (Amy Smart) é designada para escrever um artigo para o Valentine's Day sobre "O significado do amor", seu namorado de longa data acaba com ela, deixando Mary sentindo que sua vida é chata e previsível. Viajando num comboio cheio, de volta para casa, seus olhos encontram o fotógrafo James Fielding (Adrian Grenier), mas antes que eles possam falar, ele sai e acidentalmente deixa seu telefone para trás. Encontrar esse telefone muda a vida de Mary e a faz descobrir, através de experiências vividas por James, que a vida é uma aventura, nunca sabendo aonde vai conduzir.


Trailer:
A Minha Opinião:
Mais um filme da Hallmark, eu ando viciada nestes filmes! Este é sobre o Dia os Namorados.
O Filme conta a história de Mary, uma jornalista que sonha trabalhar num grande jornal, que no dia em que lhe dizem que tem que escrever um artigo sobre o significado do amor, o namorado de 5 anos, acaba com ela, por ela ser "chata", metódica e previsível. Nesse mesmo dia conhece um rapaz no comboio/metro que se esquece do telemóvel e ela encarrega-se da missão de lho entregar, mas ele não está no país, e então apercebendo-se de que se trata de uma pessoa interessante ela quer fazer um artigo para o jornal sobre ele, e vai conhecendo a vida de James através das pessoas que passaram pela sua vida.
Eu gostei do filme, é divertido e dá para nos fazer pensar na vida. Mary muda quando o namorado acaba com ela, mas a grande mudança acontece nas aventuras que se mete para descobrir a vida de James. Ela adota um cão e muitas mais coisas faz, que são imprevisíveis, e até o ex volta a reparar nela.
Para quem gosta deste tipo de romances aconselho que vejam, vão divertir-se!
A Minha Classificação:


Resultado do Passatempo: "Os Dias do Fim" de Marcos Barrancos


Antes de mais quero agradecer à editora Alfarroba pela parceria de modo a termos este passatempo aqui no blogue. Este foi o passatempo com mais participações, contámos com 479 entradas, o que é aqui no blogue um recorde!
Obrigada a todos os que participaram!

E sem mais demoras, o anúncio do vencedor, que é .... Paula Cristina Joaquim António!


Vou entrar em contacto consigo em breve!

A quem não ganhou, não desanimem em breve haverão mais passatempos aqui no blogue!
Fiquem atentos às novidades!!

Crítica Literária: Nicholas Sparks - Homem de Sorte

Um Homem Com Sorte
de Nicholas Sparks

Título Original: The Lucky One
ISBN: 9789722340380
Título Original: The Lucky One
Edição: 10-2008
Editor: Editorial Presença
Páginas: 292
Género: Romance

Compre na Wook:
Livro: 15,21€


Sinopse:
Tudo começa com uma fotografia. Encontrada nas areias do deserto, coberta de poeira, meio enterrada…Nela, uma mulher bonita sorri. Ao encontrá-la, Logan Thibault, fuzileiro naval dos Estados Unidos a cumprir serviço no Iraque, quase - quase - a ignora. Mas algo o faz reconsiderar, e acaba por guardá-la. a partir desse momento, Logan parece ser bafejado pela Sorte.
Já de regresso a casa, as memórias da guerra continuam a atormentá-lo… e a imagem que não lhe sai da cabeça é a da jovem da fotografia. Será ela a chave do seu destino? Logan está disposto a arriscar que sim e decide procurá-la, nem que para tal tenha de correr todo o país.
Quando finalmente a encontra, a atração entre ambos é inegável. Beth é a mulher por quem Logan esperou a vida toda. Ainda assim, ele guarda para si o segredo de como chegou até ela… sem saber que pode estar a destruir não só o amor de ambos, mas também as suas vidas…

A Minha Opinião:
A primeira vez que li este livro foi para a ficha de leitura no secundário, e passado tanto tempo resolvi voltar a ler o livro. Eu sou grande fã do Nicholas Sparks e já li alguns livros dele, e este deixou-me curiosa, ainda por cima li a versão que tem o Zac Efron na capa, e digamos que eu sou grande fã do Zac, há muitos, muitos anos!
O livro conta a história de Logan um fuzileiro naval que em serviço encontra uma fotografia, que acaba por guardar. Nisto a fotografia parece dar-lhe sorte, e ele decide procurar a pessoa que lá está. Depois de uma longa e intensa busca, que eu acho ter sido de um golpe de sorte, ele encontra-a.
Fica a trabalhar para ela, contudo não lhe conta a sua história nem como a encontrou nem porquê. O que pode acontecer é que esse segredo pode ser a razão de tudo dar errado.
Antes de mais eu ainda não vi o filme, passados tantos anos. Tenho sempre um medo terrível que não atinja as minhas espectativas, e então vou adiando, como com tantos outros. Ou começo por ler o livro ou ver o filme.
Eu gostei bastante da história, o facto de Logan ter andado a percorrer quilómetros com o seu cão para encontrar a "sorte", faz com que a viagem valha a pena, na realidade ele já estava apaixonado por ela antes de a conhecer pessoalmente, só pela fotografia.
Como sempre nos livros do Nicholas, temos personagens fortes, com um passado vivido que dão um brilho especial à história e esta não é excepção.
Aconselho que leiam o livro, é muito giro!
Quem já viu o filme que diga, Vale a pena?
A Minha Classificação:



Vejam as outras resenhas que fiz sobre os livros do Nicholas Sparks!!

Na Tv: Pai de Surpresa

Título Original: Baby Daddy
Género: Comédia
Número de Episódios: 100, de 6 temporadas
Estado: Terminada



Sinopse:
A vida do jovem Ben (Jean-Luc Bilodeau) quando sua ex-namorada abandona sua filha, que ele nem sabia que existia, na sua porta. Ele decide criar a bebê com a ajuda de seu irmão Danny (Derek Theler), sua mãe Bonnie (Melissa Peterman) e seus dois melhores amigos Tucker (Tahj Mowry) e Riley (Chelsea Kane).


Trailer:
A Minha Opinião:
Eu demorei muito tempo a ver esta série, sei que quando comecei a ver já ia na 3ª temporada, e entretanto terminou em Maio do ano passado com 6 temporadas. 
A História começa com o aparecimento de Emma, filha de Ben, à sua porta. Mas ele nem sabia que a criança existia, depois de muito ponderar se devia ficar com ela ou não, ele resolve criar a bebé com a ajuda do irmão Danny, a louca da sua mãe Bonnie, o seu melhor amigo Tucker e a sua melhor amiga Riley. Só que esta família está longe de ser normal, mas é isso que a torna engraçada. As peripécias de Ben a criar a filha, mas ao mesmo tempo a manter grande parte da sua vida anterior. 
O que torna a série engraçada são realmente as personagens, não há uma que não faça rir, mas ainda assim à bastantes momentos mais emotivos, que completam toda a história. Assistimos a toda a evolução do Ben enquanto pai, mas também à dos outros 3 que acabam por desabafar com a criança, que sabe de tudo o que se passa naquela casa.
Não houve um episódio que eu não me risse, principalmente com a Bonnie, que é sem dúvida a personagem mais engraçada, ela arranja as maiores artimanhas para ajudar os filhos e também a ela própria, porque ela adora-se. Depois o Danny, um gigante com um coração de ouro e o cérebro um pouco vazio, mas muito engraçado também, porque ele não percebe grande parte das coisas, mas alinha sempre. 
Resumindo eu adorei a série, e para quem gosta de comédias leves não posso recomendar série melhor!
A Minha Classificação: