, , , , ,

Opinião Literária: Liv Morris - Uma Luz em Nova Iorque

Uma Luz em Nova Iorque
de Liv Morris 
Título Original: Bossy Nights
ISBN: 9789892344416
Edição ou reimpressão: 03-2019
Editor: Edições Asa
Idioma: Português
Páginas: 256
Género: Romance Contemporâneo
Compre na Wook
Livro (aqui)
Ebook (aqui)
Goodreads: 3,92✯ (aqui)

Sinopse:
Tessa Holly acaba de aterrar em Nova Iorque. No coração, traz o sonho de viver na cidade que nunca dorme. Na bagagem, carrega o CV, que tenciona distribuir até conseguir o emprego que mais deseja: trabalhar numa editora.

Não está nos seus planos apaixonar-se e ou ceder a tentações… menos próprias. 
Mas uma troca de olhares com um sensual desconhecido fá-la vacilar. Felizmente, o momento é interrompido… pela bela acompanhante dele. 

Tessa, porém, não o esquece. E não podia adivinhar que voltaria a encontrá-lo. E ele é:
Autoritário.
Encantador.
Lindo de morrer.
…e o seu novo patrão!

Pois Barclay Hammond é o CEO de uma prestigiada editora e o solteirão mais cobiçado de Nova Iorque. A atração entre ambos é eletrizante. Mas há um grande problema. As regras da editora proíbem relacionamentos íntimos. E Tessa não está disposta a abdicar do seu sonho. 

Conseguirá ela conquistar um lugar entre as mil luzes de Nova Iorque? 

Ou deitará tudo a perder num momento de derradeiro abandono?

Sobre a Autora:
Liv Morris é autora bestseller do USA Today. Cresceu nas belas montanhas de Ozark, no Missouri. É formada em Comunicação pela Universidade de Maryland, mas a sua verdadeira paixão é a escrita. Desde que se casou que passa a vida a mudar de casa, mas Liv já se habituou a florescer onde quer que seja plantada. O importante é ter a família por perto.

A Minha Opinião
  Primeiro quero agradecer à editora por me ter disponibilizado o livro.
  Segundo, depois das minhas investigações, este livro foi publicado no Create Space da Amazon, e fiquei muito surpreendida, e ao mesmo tempo contente por uma editora portuguesa estar a apostar numa autora independente.
  Mas vamos à história, tudo começa quando Tessa, depois de poupar muito dinheiro, vai uma semana para Nova Iorque para entregar currículos em editoras para ver se arranja trabalho, senão tem que voltar para casa de mãos a abanar. Tessa pretende dedicar-se ao seu objetivo, mas a sua melhor amiga, chateia-a tanto que ela acaba por em vez de comer no quarto do hotel ir ao restaurante e encontrar um homem lindíssimo que lhe faz parar o coração.
 Eu gostei bastante da Tessa, ela quer conseguir o trabalho por ela, e não por cunhas, e a segunda maneira seria muito mais fácil e rápida, mas não faz parte dos seus planos subir na horizontal e sim pelo que pode realmente oferecer à empresa que a contratar. Depois há o homem que ela conhece no restaurante que não é nada mais, que o CEO de uma das editoras mais importantes, Barclay Hammond, ao contrário do que se espera nestes livros, o Barclay, é um autêntico gato, mas com uma taxa de rotatividade baixa, porque ele simplesmente não tem tempo nem paciência para ter relacionamentos, apesar de ser um dos solteiros mais cobiçados.
  Dizer que a ideia deste livro é inovadora era mentir, mas a maneira como a autora deu a volta ao enredo surpreendeu-me. O Barclay é um cavalheiro e preocupa-se genuinamente com a Tessa sem ser excessivamente possessivo, algo que é difícil de encontrar nos livros deste género. Acima de tudo ele quer que ela esteja bem e até em parte é inseguro com o facto de ser bom o suficiente para ela.
  Depois temos a questão de não poder haver relacionamentos íntimos entre os funcionários de hierarquias diferentes, o que torna o Barclay basicamente inacessível. Gostei muito da forma como a autora falou disso e explicou, que advém dos casos de assedio sexual, e mesmo para o CEO era proibido, podendo-lhe ser retirado o cargo.
 A narrativa vai alternando entre o ponto de vista da Tessa e o Barclay, o que nos dá em tempo real uma perpetiva da história deles maior, e podemos analisar as diferentes reações de ambos às situações e principalmente à interação deles.
  Resumindo, adorei o livro, foi uma leitura rápida, eu li o livro numa tarde, divertida, porque os pensamentos das personagens conseguem ser em certos momentos peculiares, e a acima de tudo descontraída. Por vezes só queremos ler livros que nos façam esquecer os dramas da vida real, e este é um ideal para isso.
Classificação

Outras Capas
A capa portuguesa é muito mais bonita... apesar do jeitoso na capa, podiam ter arranjado um com uma cara melhor!

Leitura com o Apoio


Share:
Read More
, , , ,

Cinema: "Comer, Orar e Amar" e "Juntos para Sempre"

Titulo Original: Eat Pray Love
De: Ryan Murphy
Com: Julia Roberts, Javier Bardem, Richard Jenkins 
Género: Romance, Drama
País: Estados Unidos da América
Duração: 133 Minutos
Ano: 2010
IMDB: 5,8/10 ✮

Trailer:

Sinopse:
Baseado no best-seller autobiográfico de Elizabeth Gilbert, Comer, Rezar, Amar prova que existe mais de uma maneira de levar a vida e de viajar pelo mundo.

Liz Gilbert é uma mulher moderna que, após o divórcio, decide fazer uma viagem pelo Mundo, de modo a redescobrir-se a si própria. Retira-se do trabalho pelo período de um ano e entra numa zona de risco, de forma a mudar a sua vida. Nos lugares exóticos que visita, ela vive o simples prazer de comer em Itália, sente o poder de rezar na Índia e, inesperadamente, descobre o amor em Bali.

Minha Opinião
Eu sou daquelas pessoas que demora séculos a ver filmes que já são muito conhecidos, e este é um deles. Á anos que ouvia falar dele, do livro, mas nunca tinha tido oportunidade de assistir até ver uma publicidade na televisão que ele ia passar num domingo à tarde. Pus a gravar e finalmente vi o "Comer, Orar e Amar".
O livro segue a história de Elizabeth Gilbert uma escritora famosa, que parece nunca se contentar com um relacionamento e acaba por desistir de tudo muito depressa. Depois de ter estado em Bali, e ter falado com uma espécie de Guru, ele diz-lhe o que vai acontecer na sua vida e quando ela regressa a Nova Iorque não é a mesma. Decide então fazer uma viagem de um ano por três países de modo a conseguir mudar a sua vida captando a essência de cada país.
Sinceramente percebi o intuito do filme, que acaba por ser de nos encontrar-nos, e perceber que devemos desfrutar dos prazeres da vida tentando encontrar o equilíbrio dentro de nós. Só que não percebi o alarido com ele, na realidade já vi filmes muito melhores. Contudo é de ressalvar as bonitas paisagens com que nos presenteia, bem como as diversas culturas.

Classificação:


Titulo Original: A Dog's Purpose
De: asse Hallström
Com: Josh Gad, Dennis Quaid, Peggy Lipton
Género: Aventura, Comédia, Drama
País: Estados Unidos da América
Duração: 100 Minutos
Ano: 2017
IMDB: 7,1/10 ✮

Trailer:

Sinopse:
Bailey, também conhecido pelo nome de Buddy, Tino ou Ellie, conta-nos a história das suas reencarnações. A sua alma canina cruzou-se com vários donos.
O primeiro de que se recorda, ainda como Bailey, é Ethan, um rapazinho que foi seu companheiro durante anos e com quem teve uma ligação muito especial. A separação foi difícil e ainda hoje, apesar de ter regressado sob a forma de outros cães e de ter pertencido a donos também dedicados, mantém a esperança de o reencontrar. O maior amigo que alguma vez conheceu será agora, passados tantos anos, já um homem adulto…

Baseada no "best-seller" "A Dog's Purpose", escrito por W. Bruce Cameron (que também assina o argumento, em parceria com Cathryn Michon, Audrey Wells, Maya Forbes e Wally Wolodarsky), uma história de devoção e amizade com realização de Lasse Hallström (“Regras da Casa", "A Pesca do Salmão no Iémen", "Um Refúgio para a Vida", "A Viagem dos Cem Passos").
Com voz de Josh Gad, o elenco conta também com a participação de Britt Robertson, KJ Apa, Juliet Rylance, John Ortiz, Kirby Howell-Baptiste, Peggy Lipton e Dennis Quaid.

Minha Opinião
Quando vi que este filme ia também dar na televisão, vi logo que seria um daqueles que deixaria uma lágrima no canto do olho, afinal todos os filmes com animais são assim. (excluindo os que são animação)
Com um narrador muito especial, temos a história de um cão, que durante várias vidas nos vai presenteando com diversas aventuras, umas mais intrigantes que outras, mas sempre fazendo comparação com o que viveu anteriormente. A mais importante é quando toma o nome de Bailey, e cria uma grande ligação com o seu dono Ethan, sendo a sua companhia em grande parte da sua vida, e acompanha o seu crescimento. Contudo apesar de ter outros donos bastante simpáticos e que o adoram, ele nunca esquece Ethan.
Eu que não sou de me emocionar em filmes, admito que me tive de conter neste. Além de ser um cão adorável ao mesmo tempo ter observações sobre o mundo muito engraçadas, o que nos faz pensar: Ele até tem razão. Contudo a carga dramática de cada vida e de como ela acaba deixa o coração num aperto. As saudades afetam um animal como afetam uma pessoa, bem como a tristeza e isto é mostrado no filme muitas vezes. 
Dá-nos também uma lição, às vezes é nos piores momentos que uma luz nos guia para um lugar seguro. 
Recomendo para quem adora animais, e filmes que nos aquecem o coração.
Classificação:

E vai haver continuação!!!

Share:
Read More
, , , ,

Crítica Literária: Nicholas Sparks - Cada Suspiro Teu

Cada Suspiro Teu
de Nicholas Sparks 
Título Original: Every Breath
ISBN: 9789892343488
Edição ou reimpressão: 10-2018
Editor: Edições Asa
Páginas: 304
Género: Romance
Compre na 
Wook
Livro (aqui) Ebook (aqui)
Bertrand
Livro (Aqui) Ebook (aqui)
Goodreads: 4,08✰ (aqui)

Sinopse:
O acaso juntou duas pessoas numa praia.
Ela é Hope Anderson, nascida e criada na Carolina do Norte.
Ele é Tru Walls, guia de safaris no Zimbabué, onde nasceu.

Hope está a viver um momento difícil. A relação com o namorado já não a faz feliz e o pai acaba de receber um diagnóstico terrível. Sunset Beach é o local ideal para encontrar a paz de que necessita para refletir sobre a sua vida.
Tru está perante um momento revelador. Cresceu em África e nunca conheceu o pai. Em Sunset Beach, prepara-se para o encontrar pela primeira vez.

Quando os caminhos de Hope e Tru se cruzam, a magia acontece. Mas, por muito intensos que sejam os seus sentimentos, ambos sabem que terão de fazer uma escolha dilacerante.
A praia que os uniu, vê-os, agora, partir. A areia cobre-lhes os passos, as marés seguem o seu ritmo ancestral… e uma carta resistirá ao tempo para ditar, um dia, o seu futuro adiado

Inspirado numa história real, "Cada Suspiro Teu" fala-nos de um encontro que fica gravado a fogo no coração e na memória de duas pessoas de mundos opostos, transcendendo o tempo, os continentes, e o toque - por vezes agridoce - do Destino…

A Minha Opinião
Eu estava ansiosa por ler este livro, tinha-o visto como nova aquisição de uma das bibliotecas que frequento, e por isso reservei-o e só em Fevereiro ficou disponível para mim.
O livro inicia-se com a história de Tru, um homem na casa dos 40 anos que vive no Zimbabué como guia turístico em safaris. Tru não conhece o seu pai, até que um dia aparece uma carta dele no acampamento onde trabalhava, onde este lhe pede que vá até aos Estados Unidos da América para o conhecer, pois encontra-se com uma doença terminal, e Tru, mesmo a medo, vai.
Na América, conhecemos Hope, uma enfermeira que vive uma crise no seu namoro de 6 anos, e que vai até Sunset Beach para o casamento de uma das suas amigas, acompanhada pelo seu cão, aproveitando para ficar na casa de férias que a família tem lá à muitos anos que vai vender.  É o cão que faz com que se conheçam, e rapidamente cresce uma amizade entre os dois, mas para Tru é algo mais, pois ela atrai-o desde do primeiro instante em que a viu.
Prometem um ao outro nunca esquecer o que passaram, mas será isso possível?
Dizer que este livro não tem clichés é estar a mentir descaradamente, porque realmente tem. No meu caso, eu não leio estes livros para ter a representação da realidade, mas sim para pensar que o improvável acontece.
Sendo isto baseado numa história real, pelo percebi, e sendo que o que está escrito está próximo da realidade, pergunto-me, como é possível? Será que ainda dá para ter esperança no amor? Talvez sim.
O Tru e a Hope são muito diferentes. Ele é muito calmo, de certa forma resigna-se ao que acontece, talvez pela vida no mato que tem. Tem que se manter calmo por causa dos animais selvagens, e passa imenso tempo sem que nada aconteça, enquanto na cidade é tudo mais dinâmico. Quanto à Hope, eu acho que ela tinha as prioridades trocadas. Os sonhos dela eram legítimos, a questão era: Valia a pena arriscar? Na minha opinião, e visto pelo o que acabou por acontecer, não.
A minha última experiência a ler um livro do Nicholas Sparks, foi desastrosa. Esta melhorou, mas faltou algo mais para impressionar. Quanto mais lemos mais exigentes ficamos com os livros, e para este me ter atingido faltava mais umas páginas no fim. Eu gosto sempre de saber mais sobre o que acontece nos livros, e neste foi o que aconteceu. Eu sei porquê. Sendo uma história real, não dá para passar o tempo à frente para ver o que vai acontecer.
Em suma, foi uma leitura agradável, fluída e que quase me arrancou uma lágrimazinha. Na minha opinião, este livro vai alimentar o ego de qualquer romântico incurável, porque mostra que quando o sentimento é genuíno, o universo encarrega-se de fazer com que tudo entre nos eixos, e haja um final feliz.
A Minha Classificação

Outras Capas

Share:
Read More
, , , , , ,

Opinião Literária: Julia Quinn - O Casamento Inventado

O Casamento Inventado
(Rokesbys #2)
de Julia Quinn 
Título Original: The Girl with the Make-Believe Husband
ISBN: 9789892344010
Edição ou reimpressão: 02-2019
Editor: Edições Asa
Páginas: 336
Coleção: Série Rokesby
Romance: Romance, Romance de Época
Compre na 
Wook
Livro (aqui) Ebook (aqui)
Bertrand
Livro (Aqui) Ebook (aqui)
Goodreads: 3,86✮ (aqui)

Sinopse:
Enquanto dormias…
Órfã e com o irmão ferido nos campos de batalha da América, Cecilia Harcourt vê-se perante duas opções aterradoras: ir viver com uma tia solteirona ou casar com um primo maquiavélico. 
A jovem escolhe a opção… três: atravessar o Atlântico e ajudar o irmão a recuperar. Mas após uma semana de buscas, Cecilia não encontra o irmão e sim o melhor amigo dele, Edward Rokesby. O galante soldado está inconsciente e a precisar desesperadamente de cuidados. Para lhe salvar a vida, Cecilia recorre a uma pequena mentira…

Eu disse a todos que era tua mulher.
Ao recuperar a consciência, Edward constata que não recorda nada dos últimos três meses. Mas… decerto que se recordaria de ter casado... ou não? Mas se todos dizem que assim é… 

Se ao menos fosse verdade…
A mentira que Cecilia contou pode pôr em risco todo o seu futuro, mas ela fê-lo por amor... pois quanto mais tempo passa com o jovem, mais intensos (e verdadeiros!) são os sentimentos que nutre por ele. 
E quando a verdade vier ao de cima, quem sabe o que irá acontecer?

O próprio Edward poderá ter também algumas surpresas por revelar…

A Minha Opinião:
Desde já quero agradecer à LEYA por me ter disponibilizado o livro.
Este livro é o segundo de uma série familiar, o primeiro é "A Indomável Miss Bridgerton", contudo tirando as últimas duas páginas, não há qualquer problema em ler este primeiro, não há spoiler até chegar ao fim.
O livro começa com o Edward a acordar, sem saber onde está, nem em que mês está, e vê uma jovem senhora ao seu lado, e chama por ela. Cecília não quer acreditar que ele a reconhece, quando na verdade nunca se viram antes, mas a verdade é que isso ajuda à sua pequena mentira, de que é mulher dele. Quando chegou a Nova Iorque à procura do irmão, Cecília descobriu que Edward estava numa igreja que tinha sido transformada em hospital, e já que não podia fazer nada pelo seu querido irmão, tencionava ajudar o melhor amigo dele, só que só deixavam entrar família, e ela num devaneio grita que é mulher dele. A partir desse momento, e até Edward acordar ela pretendia esconder a verdade, só que ele acredita que realmente se casou, apesar de não ter qualquer memória de tal acontecimento, e sem coragem de contar a verdade, a mentira continua...
Eu apaixonei-me pelo Edward, ele é um autentico cavaleiro. Simpático, elegante, respeitador ele faz suspirar as mulheres que passam por ele e cá para mim até quem lê. Já Cecília, apesar de parecer frágil, a verdade é que se meteu num navio sozinha, e vemos ao longo da história que de burra não tem nada, e que tem sempre resposta na ponta da língua principalmente para o coronel Stubbs que lhe tenta dar a volta em relação ao desaparecimento da irmão.
Quanto ao desenrolar da história, acabei por gostar mais do anterior, talvez pelo factor novidade, mas este não ficou muito atrás. Durante toda a história vamos percebendo como se desenvolve a relação dos dois, mas também esperamos o momento da revelação da mentira, que vou ser sincera, me surpreendeu, porque já li muita história com mentiras e nunca vi um desenrolar destes. Todavia continuo a achar que era mais fácil contar a verdade, mas raramente acontece e assim também não tínhamos história, se pensarmos bem.
Em suma, recomendo o livro para os fãs deste género de romance. Vivemos intensamente o amor daqueles dois e ao mesmo tempo o que os atormenta, a falta de memória, a mentira do casamento, e o que os junta, o desaparecimento do irmão de Cecília, Thomas.
Classificação:

Leitura com o Apoio:

Outras Capas:

Opinião sobre Outros livros da Série:

Share:
Read More
,

10 Séries que Quero Ver #9

Como se não bastasse as séries que tenho para ver, ainda vou descobrindo mais, e me recomendam outras. Haja tempo para ver tudo! Conhecem alguma destas?
1. As Crónicas de Shannara
Um misto de mágica com tecnologia primitiva em um reino de fantasia. A história ocorre milhares de anos após a destruição da atual civilização, e é centrada na família Shannara, cujos descendentes possuem magia e protagonizam aventuras com o poder de remodelar o futuro do universo.
2. The Rain
Seis anos após um vírus brutal ter massacrado quase que toda a população da Escandinávia, dois irmãos dinamarqueses decidem sair da segurança de seu búnquer para verificar o que se passa do lado de fora de sua fortaleza. Em meio aos escombros, eles encontram um grupo de jovens sobreviventes e juntos irão até o fim para encontrar uma única esperança de uma vida melhor.
3. State of Affairs
State of Affairs é centrada em uma diplomata da CIA, que aconselha o presidente durante os incidentes de maior risco ao redor do mundo. Ela balanceia sua intensa responsabilidade política om uma complicada vida pessoal.
4. Second Jen
Uma série sobre duas mulheres milenares de segunda geração que crescem com famílias de imigrantes.
5. Leverage
Nathan Ford é um investigador, conhecido pela sua habilidade de recuperar itens perdidos para seus empregadores. Porém, após a firma negar seguro para o seu filho que está morrendo, Ford decide ir contra o mundo corporativo e fazer trabalhos independentes. Logo, ele é contratado por executivos da aeronáutica para recuperar designs roubados. COm a ajuda de Parker (BEth Riesgraf), Alec Hardison (Aldis Hodge), Eliot Spencer (Christian Kane) e Sophie Devereaux (Gina Bellman), ele irá perseguir os mais egoístas e injustos.
6. Ballers
A série conta a história de um grupo de jogadores de Futebol Americano - entre ativos e aposentados, que vive em Miami.
7. Castle Rock
Castle Rock é uma cidade fictícia localizada em Maine, nos Estados Unidos. Lá, passado e presente se cruzam através das histórias de terror que não só se ouve falar, como é vivida e sentida por seus moradores. Nesta estranha cidade, todo o universo de Stephen King se encontra.
8. Jack Ryan
Jack Ryan (John Krasinski) é um analista promissor da CIA que segue um padrão de comunicações terroristas que leva á descoberta de uma estratégia intrincada que tem como meta a destruição global.
9. Sharp Objects
Camille Preaker (Amy Adams) é uma repórter que precisa retornar à sua cidade natal para acompanhar as investigações dos misteriosos assassinatos de duas adolescentes. O retorno a Wind Gap também traz à tona os fantasmas de seu passado, já que Camille será forçada a reencontrar a sua mãe, a hipocondríaca Adora Crellin (Patricia Clarkson), a meia irmã que mal conhece, Amma (Eliza Scanlen), e o padrastro Alan (Henry Czerny). Ao mesmo tempo, ela lida com os distúrbios emocionais, pois acabou de passar uma temporada em uma instituição psiquiátrica.
10. Alone Together
Los Angeles é muito grande e densamente populada de pessoas muito diferentes entre si, mas isso não impede que jovens tentando a vida no showbiz se sintam sozinhos nas multidões. Um rapaz e uma moça com passados muito diferentes tentando sobreviver á cultura californiana de superficialidade e vaidade encontram alívio em sua amizade estritamente platônica.
Share:
Read More
, , , , ,

Opinião Literária: Brad Thor - O Agente Estrangeiro

O Agente Estrangeiro
(Scot Harvath #16)
de Brad Thor 
Título Original: Foreign Agent
ISBN: 9789722535601
Edição ou reimpressão: 04-2019
Editor: Bertrand Editora
Páginas: 376
Género: Policial e Thriller
Compre na Wook:
Livro (aqui)
Goodreads: 4,21✮ (aqui)

Sinopse:
Numa casa segura perto da fronteira com a Síria, uma equipa de operações clandestina americanas prepara-se para lançar uma missão drástica preparada durante largos meses. O alvo é um ativo valioso do ISIS. Muitos analistas, bem como uma congressista, estão no país para monitorizar o ataque, mas antes do avanço da equipa, a casa segura é atacada.

No rescaldo do sangrento incidente, desenvolve-se um grave caso político e de relações internacionais. Enquanto na Internet se publicam imagens terríveis para os americanos, em Washington procuram-se culpados entre os responsáveis pelas informações para a operação clandestina e as suas fugas.

À medida que se procuram respostas, Scot Harvath, espião e agente secreto do contra terrorismo, vê-se rapidamente no meio de uma tempestade. Se, por um lado, foi ele quem identificou o ativo valioso como poderia, por outro, o ISIS saber dos planos e localização americanos? Tem de haver algo mais que é preciso esclarecer, algo que a todos especialmente aos políticos - está a escapar.

Com o peso do ataque a cair sobre os ombros seus e com vários membros poderosos do Congresso a pedir a sua cabeça, Harvath vê-se forçado a lançar a sua própria operação para desvendar o que correu mal.

Críticas da Imprensa
«O melhor thriller do ano… uma leitura agradável e trepidante.»

The Washington Times

Sobre o Autor:
Brad Thor é formado pela Universidade da Califórnia do Sul, trabalhou no Departamento de Análise de Segurança Interna e, entre outros, é autor de Uso da Força, Código de Conduta, Ato de Guerra, A Ordem Oculta, A Lista Negra, Matéria Negra (um dos thrillers políticos do ano), O Projeto Atena, Influência Externa, O Apóstolo, O Último Patriota (melhor thriller do ano pela Associação Internacional de Escritores de Suspense e banido na Arábia Saudita) e O Primeiro Mandamento. É o fundador da Thor Entertainment, uma empresa premiada e que exporta conteúdos para todo o mundo. Todos os seus livros são bestsellers do New York Times.

A Minha Opinião:
  Desde já quero agradecer à editora por me ter disponibilizado o livro.
 É a minha estreia com o autor, e este livro é o 16º numa série, contudo eu não senti qualquer dificuldade em perceber a história. Como é comum nos thrillers apenas a história da personagem principal é continuada, e mesmo assim, o autor explicou o que era necessário saber. Por isso, não há qualquer problema em ler este sem ter lido os outros.
  Agora quanto à história do livro, tudo começa com um ataque à casa segura da CIA no Iraque pelo ISIS, um grupo terrorista, onde morram oficiais como três civis, o que provoca a revolta em Washington. Scot Harvath, encontrava-se na Áustria a cumprir uma missão, quando descobre o que se passou, e é encarregado de descobrir como é que o ISIS descobriu a localização da casa segura tendo em conta que fora ele que dera as informações para a missão da CIA. A partir desse momento Harvath, começa a desenrolar o novelo para chegar a quem orquestrou o ataque.
  Foi o primeiro thriller de espionagem que eu li, até agora tinham sido só policiais, e posso afirmar que foi uma excelente surpresa. Ao longo da leitura nota-se o trabalho do autor para conseguir construir toda a história, que se passa em diversos países diferentes, que têm realidades completamente distintas. Vamos desde da Europa, ao Médio Oriente, sempre um olho no que se passa nos Estados Unidos, e toda a articulação da história está muito bem feita. Apesar de eu não ter gostado muito de num momento crucial, o autor mudar o cenário, apetecia-me saltar aquela parte e ir ler o que ia acontecer, mas não há dúvida que cria tensão e curiosidade no leitor.
  Quanto às personagens, adorei o Harvath, nota-se de longe as capacidades dele, bem como a experiência. E apesar da carga dramática do livro, eu achei-o em certos momentos engraçado. Temos também todas as personagens secundárias, ao nível do governo nos Estados Unidos da América, que sinceramente, não gostei muito. O que mostrou neste livro é o interesse acima muitas vezes do dever, e apesar de isso acontecer em qualquer país, a verdade é que não interessa o sistema político, no fim de contas é tudo a mesma coisa. E temos as personagens ao nível de "ajudantes do Harvath", que por todo mundo vai angariando ajudantes, e uma das coisas que também gostei nele, foi respeito pelas pessoas, pelo menos pelos "bonzinhos" e a maneira como ele não subestima o adversário, que por si só já demonstra a sua experiência. Temos também a versão da pessoa que eles querem capturar, e vamos vendo como é que essa pessoa consegue driblar muita gente para atingir o seu objetivo.
Em suma, gostei bastante do livro, foi uma excelente leitura. O autor alterando entre o que se passa no terreno, no poder em Washington e com inimigo, apresenta-nos uma história com um tema que está na ordem do dia, que é o terrorismo, escrita de uma forma viciante, que nos faz querer sempre mais e mais.
Classificação

Leitura com o Apoio

Outras Capas


Share:
Read More
, , , , ,

Opinião Literária: Dra. Anjali Mahto - Bíblia dos Cuidados da Pele

Bíblia dos Cuidados da Pele
de Dra. Anjali Mahto 
Título Original: The Skincare Bible: Your No-Nonsense Guide to Great Skin
ISBN: 978-989-740-057-5
Edição ou reimpressão: 03-2019
Editor: Ideias de Ler
Idioma: Português
Páginas: 312
Género: Vida Saudável, Cosmética
Compre na 
Wook
Livro (Aqui) Ebook (aqui)
Bertrand
Livro (Aqui) Ebook (aqui)
Goodreads: 3,88✮ (aqui)

Sinopse:
Claro, conciso e repleto de dicas sobre os melhores produtos e rotinas de limpeza e tratamento para cada tipo de pele, a Bíblia dos Cuidados da Pele irá ajudá-lo a descobrir os cuidados ideias para uma pele ótima.
Com tantas informações contraditórias, sabermos quais são os cuidados essenciais para conseguirmos uma pele saudável e bonita pode revelar-se uma tarefa difícil.

A autora, uma conceituada dermatologista com anos de experiência, explica numa linguagem clara e acessível tudo o que há para saber sobre a pele, distinguindo também os mitos da realidade. 

As sementes de chia não farão com que a sua pele brilhe e a água de lilases nunca vai reduzir as cicatrizes do acne. E quando se trata de escolher os produtos, os mais caros não são necessariamente os melhores!

Sobre a autora:
A Dra. Anjali Mahto é uma conceituada dermatologista britânica com anos de experiência no Serviço Nacional de Saúde e em clínicas privadas. Escreve regularmente para o Huffington Post, The Guardian e para inúmeras revistas. É porta-voz da British Skin Foundation e conselheira da Vichy para o Reino Unido e a Irlanda.

A Minha Opinião:
Primeiro, quero agradecer à editora por me ter disponibilizado o livro para dar opinião aqui no blogue.
Eu não tenho o hábito de ler livros de não ficção, algo que estou a tentar mudar, e este também não é um livro para ler todo de uma só vez. A doutora aborda tanto os cuidados de que deve ter com a pele, como rotinas diárias, dando dicas e fazendo observações aos mitos. Aborda também as mudanças na pele devido às mudanças hormonais, desde puberdade à menopausa, dando algumas dicas também. Contudo o foco do livro é os problemas específicos da pele, como o acne, poros, olheiras entre outros. Através de questões, a doutora responde explicando o que é, se tem cura, e em alguns casos as causas e outras questões mais específicas. Na parte final temos a forma como o estilo de vida influencia a nossa pele, os tratamentos de anti-idade e os sinais e cancro de pele.
Eu gostei muito de ler este livro, aprendi imensa coisa, principalmente de cuidados de pele, e rotinas, que eu admito que tenho pouca paciência para fazer. A forma como está escrito é simples e intuitivo, o que faz com que qualquer pessoa compreenda e aprenda.
Uma das coisas que é logo mencionada no inicio do livro é que nem tudo o que se lê, mesmo em revistas, é correto. Estamos num mundo do digital e que em 30 segundos encontramos diversos sites com soluções, causas, mas até que ponto são verdade? Ou nos canais de youtube ou em publicidade de produtos de cuidado de pele, não poderá tudo passar de uma manobra para vender mais? Muitos dos «especialistas» que são citados, nem são realmente especialistas.
O facto de a doutora ter escrito o livro com base na sua experiência e nas perguntas que lhe fazem enquanto profissional, faz com que o livro seja realmente "educativo", e foi o me chamou para ele, porque o meu jeito para a beleza é pouco.
Em suma, para quem quer saber mais sobre a pele, desde cuidados a conselhos irá realmente aprender muito.
Classificação

Leitura com o Apoio

Share:
Read More
, , , ,

Crítica Literária: Sveva Casati Modignani - Como Estrelas Cadentes

Como Estrelas Cadentes
de Sveva Casati Modignani 
Título Original: Come stelle cadenti
ISBN: 978-972-0-03127-3
Edição ou reimpressão: 08-2018
Editor: Porto Editora
Idioma: Português
Páginas: 496
Género: Romance
Compre na Wook:
Livro (aqui)
Ebook (aqui)
Goodreads: 3,62✰ (aqui)

Sinopse:
Durante a sua longa vida, Rosa precisou de usar astúcia e coragem, caiu e levantou-se de novo, atravessou de cabeça erguida cansaços e derrotas, atingiu metas importantes, escrevendo o destino com as suas mãos.
Em volta desta inesquecível personagem feminina gira a história aventurosa e atormentada de uma riquíssima família de Milão, cujos episódios se entrelaçam num cenário internacional ao longo de um século.
A sombra de um incesto, a criação de um grande império industrial, as cores impiedosas da guerra, o mundo cintilante da moda, a languidez da sensualidade e os segredos inconfessáveis dos poderosos são os elementos deste romance violento e romântico que fascina e envolve profundamente o leitor.

Sobre a Autora:

Sveva Casati Modignani é um dos nomes mais reconhecidos da narrativa contemporânea italiana: os seus romances estão traduzidos em vinte países e venderam mais de 11 milhões de exemplares. A autora vive desde sempre em Milão, na casa onde nasceu e que pertencia à sua avó.
No catálogo da Porto Editora figuram já os seus seguintes romances: Feminino Singular, Baunilha e Chocolate, O Jogo da Verdade, Desesperadamente Giulia, O Esplendor da Vida, A Siciliana, Mister Gregory, A Viela da Duquesa, Um Dia Naquele Inverno, O Barão, A Família Sogliano, 6 de Abril’96, A Vinha do Anjo, Como Vento Selvagem, O Regresso da Primavera e Lição de Tango. A sua obra autobiográfica, O Diabo e a Gemada também já se encontra publicada no catálogo da Porto Editora.

A Minha Opinião
Antes de mais quero agradecer à Porto Editora por gentilmente me ter cedido um exemplar para eu dar aqui opinião no blogue, e pedir desculpas por ter demorado tanto tempo a lê-lo. 
O livro divide-se entre o passado, que começa em 1906, e o presente (1982), onde seguimos a história de Rosa, que atualmente é a matriarca da família Leziria, conhecida por estar ligada à construção de aviões. Alternando entre o passado e o presente, conhecemos a infância de Rosa, de como a religião estava presente na família, e de como cresceu e na América construiu fortuna muito graças à forma como conseguiu convencer as pessoas. Já no presente acompanhamos a vida a sua família, que é tudo menos normal. A sua relação com o único filho vivo é terrível e os seus netos têm alguns problemas que não são fáceis de resolver, e que só fazem com que se afaste mais do filho.
Foi a minha estreia com a autora, e pelo que me disseram não comecei com o melhor livro. A verdade é que eu, ao contrário de grande parte das pessoas de quem li e vi opiniões sobre livro, gostei mais do presente, do que o passado de Rosa. Temos de ter em conta que este livro é de 1985, e que a sociedade era efectivamente diferente da que temos agora, e por isso há temas que hoje já são mais aceites, mas que naquela altura não o eram, como por exemplo a homossexualidade. Contudo senti que a forma como foi tratada podia ter sido melhor, e senti que, tanto a este caso como noutros, faltava uma melhor explicação para os acontecimentos. 
Quanto às personagens, apesar de admirar a Rosa pelo que conseguiu construir, não senti muita empatia por ela, muito por ser, em parte, falsa e manipuladora, mas também tirando a neta, Glória, as personagens são muito frias e calculistas, mais a pensar em vingança ou em ganhar do que outra coisa. 
No passado, temos o tema da Segunda Guerra Mundial, com a venda de aviões da empresa de Rosa para os alemães e para os Italianos, em mostra que aquilo que se sabia sobre o que realmente estava a acontecer era muito pouco, e que naquele caso era mais o capitalismo a falar que outra coisa, porque a guerra lhes estava a dar dinheiro. Foi a parte do passado que mais gostei, talvez por ser a mais dramática em certos pontos e também onde existe realmente romance. 
Já no presente, temos incesto, homossexualidade e vingança, e foi por isso que realmente gostei mais desta parte. 
Em suma, pelo que dizem não é o melhor livro da autora, eu testarei isso em breve, mas acho que para quem gosta de sagas familiares, mentiras e segredos, vai gostar do livro, porque além de ser a história de Rosa, esta é também a história da família Leziria.

A Minha Classificação

Outras Capas

Leitura com o Apoio

Share:
Read More
, , , , , ,

Na TV: Marvel's Agent Carter

De: Christopher Markus, Stephen McFeely
Género: Aventura, Ficção Científica, Acção
Atores: Hayley Atwell, James D'Arcy, Enver Gjokaj 
Número de Episódios: 18 episódios
Temporadas: 2
Emissora Original: ABC
Ano: 2015-2016
País: Estados Unidos da América
Duração (Por Episódio): 42 minutos
IMDB: 8,00/10✯

Sinopse:
A primeira temporada ocorre em 1946, com Peggy Carter tendo que equilibrar o trabalho de escritório de rotina que ela faz para a Reserva Científica Estratégica (SSR) em Nova York, com secretamente assistindo Howard Stark, que se encontra enquadrado para o fornecimento de armas mortais para os inimigos do Estados Unidos. Carter é ajudada pelo mordomo de Stark, Edwin Jarvis, a encontrar os responsáveis e descartar as armas. Na segunda temporada, Carter muda-se de Nova York para Los Angeles para lidar com as ameaças da nova Era Atómica pelo Império Secreto após a Segunda Guerra Mundial, ganhando novos amigos, um novo lar e um potencial novo interesse amoroso.

Trailers
1ª Temporada
2ª Temporada

A Minha Opinião:
Eu comecei a ver esta série à tanto tempo, provavelmente pouco depois de ter começado, aposto em 2015, e só agora a terminei, quase 4 anos depois, por isso já nem estou muito certa do que aconteceu na primeira temporada. 
A série segue Peggy Carter, após a Segunda Guerra Mundial, que secretamente trabalha para a SSR. Após perder o seu amor, o Steve Rogers, mais conhecido por Capitão América, ela dedica-se ao trabalho, contudo os seus colegas vêem-na como uma secretária, e não como uma agente. Quando um grande amigo, Howard Stark (Pai do Homem de Ferro), é acusado de traição, ela promete ajudá-lo a provar a sua inocência com a ajuda do mordomo dele, Edwin Jarvis. 
Tendo em conta a época em que a história acontece, 1946, o papel das mulheres estava muito reduzido, e ninguém acreditava no que elas eram capazes de fazer, e isso acontece com a Peggy. Nem todos os seus colegas e chefes a subestimam, mas grande parte deles faz-o, não percebem o seu potencial, e mesmo quando ela consegue resolver os problemas acabam por ser outros a levar com os louros. 
Enquanto agente da SSR, é como se fossem polícias na área dos assuntos nucleares, e no que diz respeito à polícia ainda hoje se mostra desigualdade entre géneros. Contudo Peggy tem um aliado, Daniel Sousa, que vê o potencial dela, mas é também muito protetor, acabando por se meter em confusões com ela e por causa dela. 
Na segunda temporada, Peggy vai até Los Angeles, passar umas pequenas férias a casa do Stark, quando novas ameaças atómicas aparecem e as entidades competentes ignoram o que se está a passar devido a lobbies existentes na política. Mas a perseverança e curiosidade de Peggy não a impedem de ir em frente com os seus objetivos. 
Em Los Angeles está também o Daniel Sousa, que agora é chefe do departamento de lá, e continuou a sua vida, preparando-se para se casar quando Peggy aparece. Com todos os problemas que encontram e com uma nova ameaça para a humanidade, os planos ficam todos em stand-by.
Nesta temporada Peggy já provou o seu valor, mas acaba por se aproveitar de a sociedade ainda ter pouca fé nela para conseguir muitas vezes por em prática os seus planos. 
Há também uma maior vertente de ficção cientifica nesta temporada. Com a Matéria Zero a ameaçar a humanidade, tentando sugar tudo o que existe nela, há novas personagens que vêm provar o seu valor. 
Eu gostei da série, contudo tenho de admitir que a segunda temporada foi mais complicada para mim de ver. Demorei muito tempo para a acabar, porque a história estava muito focada num só ponto que parecia não desenvolver. 
Mesmo assim, recomendo esta série aos fãs da Marvel, mais precisamente do Capitão América, pois a Peggy Carter aparece nos filmes, aos fãs de Ficção Cientifica e a quem gosta de séries com Girl Power, pois esta mulher prova daquilo que é capaz.

Estrelas
1ª Temporada
2ª Temporada
Série Completa



Share:
Read More