,

10 Piores séries de 2018 (segundo o metacritic)

Na minha pesquisa no site Metacritic, a partir do que trouxe na semana passada, das melhores séries de 2018, hoje trago as piores séries de 2018. Nem todos os produtos televisivos podem agradar a todos, e estes não agradaram de todo aos críticos, mas não quer dizer que em todos os casos o público tenha a mesma opinião.

10. Here and Now
Sendo Estrelada por Tim Ronnins e Holly Hunter, a série prote um olhar sombrio e ao mesmo tempo cómico sobre a sociedade contemporênea na era de Trump, com foco em duas familias em Portland. A HBO, optou por cancelar a série devido à sua baixa audiência após os 10 episódios.
Pontuação no site: 46
9. Hard Sun
Apesar do Streaming estar cada vez mais na moda, e com mais opções para os espectadores, nem tudo agrada. Foi o que aconteceu à co-produção da Hulu e da BBC, em que os critocos acharam sombrio e inseguro a sua premissa "pré-apocalítica", em que dois policias londrinhos descobre que o sol está a morrer e que a raça humana pode ser extinta dentro de cinco anos.
Pontuação no site: 46
8. The Purge (2018)
Uma semi-antologia ambientada no mesmo universo dos filmes de terror Purge, com foco no período anual em que todos os crimes se tornam legais. Contudo a série não conseguiu criar histórias suficientes para justificar os seus 10 episódios.
Pontuação no site: 44
7. LA to Vegas
Esta sitcom da Fox, concentra-se na tripulação e passageiros regulares de um vôo de ia de volta entre Burbank e Las Vegas, nem o nome da série é totalmente verdade. Para os críticos a série é tão emocionante quanto um voo de avião real.
Pontuação no site: 43
6. The Cool Kids
Quatro septuagenários - três homens e uma mulher rebelde recém chegada - navegam pela vida de reformados, numa comunidade parecida com uma escola secundária. Críticos acham que o elenco forte merece material muito melhor, embora o programa tenha beneficiado das fortes classificações da série que dá antes dela( Last Man Standing ) e parece que vai estar no ar pelo menos até o final da temporada.
Pontuação no site: 42
5.  Reverie
Não há praticamente nenhuma razão aceitável para que um thriller que se passa num mundo de realidade virtual não funcione na televisão, mas não há virtualmente nenhuma oportunidade para que ele seja bem-sucedido como uma série de verão para redes de transmissão de baixo orçamento. Reverie da NBC encontra Sarah Shahi e Dennis Haysbert unindo-se para resgatar pessoas presas num mundo virtual, mas os críticos estavam prontos para desligar logo após o primeiro episódio.
Pontuação no site: 42
4. Our Cartoon President
Um quase spin-off do The Late Show, esta série é uma paródia ao Donald Trump, o atual ocupante da Casa Branca. É considerada muito menos interessante e engraçada do que a série Live-action The President Show, apesar de neste momento nenhuma delas tenha planos para futuros episódios.
Pontuação no site: 42
3. Heathers (2018)
Adaptar filmes que foram adorados raramente é uma boa ideia... Esta série é adaptada do filme de 1989, Heathers, e a coisa começou logo mal, foi dificil encontrar o seu lugar na televisão. Não só trocou de can, como foi repetidamente adiada, mais a perspetiva de ir para o ar uma comédia sobre a violência no ensino secundário não era nada atraente. Finalmente foi para o ar como uma minissérie no outono, com grandes edições feitas na série depois de concluída, mas mesmo assim não lhes valeu de muito.
Pontuação no site: 40
2. The Hunt for the Trump Tapes with Tom Arnold
O ex-celebridade menor Tom Arnold encarrega-se de rastrear gravações audiovisuais dos erros passados ​​de Donald Trump - incluindo a infame "fita do xixi" russa. Este reality show de Viceland sai como um filme particularmente ineficaz de Michael Moore. Os críticos não viam muito o objetivo do programa, e também não conseguiam entender como era autoconsciente, embora achassem que era um fracasso, mesmo como uma sátira.
Pontuação no site: 35
1. Insatiable
Uma adolescente intimidada e acima do peso procura vingança com a ajuda de um advogadp que se transformou num promotor de beleza. Depois de ela perder uma grande quantidade de peso, isto foi baseado numa história real. série Originalmente desenvolvida para The CW, mas acabou sendo exibida na Netflix. O serviço de streaming renovou o drama para uma segunda temporada, apesar de críticas negativas e críticas generalizadas por seu tratamento "fat-shaming" e ofensivo de vários grupos.
De todas é a que eu mais ouvi falar, e apesar de muitos não gostarem também há quem adore!
Pontuação no site: 25

Nem sempre se pode agradar a todos e muitas vezes uma boa ideia à partida não cria no público uma boa impressão. Vocês conhecem alguma destas? Alguma vos surpreendeu por estar aqui?
Deixem tudo nos comentários e até ao próximo post!
Share:
Read More
, , , , ,

Opinião Literária: Mila Gray - Volta Para Mim

Volta para Mim
(Come Back to Me #1)
de Mila Gray 
Título Original: Came Back to Me
ISBN: 9789722356169
Edição ou reimpressão: 08-2015
Editor: Editorial Presença
Idioma: Português
Páginas: 304
Género: Romance, YA 
Compre: 
Wook
Livro (aqui) Ebook (aqui)
Bertrand
Livro (aqui) Ebook (aqui)
Goodreads: 4,18 ✬ (aqui)

Sinopse
Regressado de uma missão em Cabul, o marine Kit Ryan sente-se perigosamente atraído por Jessa, irmã do seu melhor amigo. Mas Jessa parece ser a única rapariga que ele não pode ter. Kit, porém, não deixa que nada se interponha entre ele e Jessa, e ela rende-se irresistivelmente. O que começou por ser um namoro de verão, em breve se transforma numa relação que altera radicalmente o mundo de ambos. Kit tem de partir de novo, mas está disposto a sacrificar tudo por Jessa. Ela dispõe-se a esperar por Kit, aconteça o que acontecer. No entanto, para além da distância e do tempo, algo mais os separa... Uma história intensa e apaixonante sobre o amor e a amizade.

Críticas da Imprensa
«Se é fã de Nicholas Sparks, vai adorar este livro.»
Tales of the inner book fanatic

«Uma história de amor perfeita e comovente.»
Weaving Pages

«Um livro intenso, apaixonante, romântico.»
FeelingFictional.com
Sobre a Autora
Mila Grayé o pseudónimo da escritora Sarah Alderson. Tendo passado a maior parte a sua vida em Londres, Sarah deixou o trabalho, na área de economia, em 2009 e partiu numa viagem à volta do mundo, com o marido e a filha, tendo como missão encontrar um novo lugar a que chamar casa. Vive presentemente em Bali.

A Minha Opinião
Eu quando vi este livro na biblioteca estava longe de imaginar a história que era. Não li a sinopse, achei a capa e o título giros, tinha visto no feed do goodreads o livro, e peguei nele e saí. Ou seja, eu não tinha expectativas, não tinha lido nenhuma review, nada, e ainda bem.
O livro conta a história sob dois pontos de vista, da Jessa, uma jovem que está a acabar o secundário numa escola de freiras, e que vive sob o domínio do pai, um homem ligado à vida militar que é muito rígido, e por outro lado de Kit, um Marine, que é o melhor amigo de Riley, o irmão de Jessa, e que é apaixonado por ela, e desde das suas últimas férias ela não lhe sai da cabeça, e o que ele não sabe é que ela à muito tempo que gosta dele.
Temos aqui um romance de jovens adultos, como se diz agora, louco, intenso, com alguns clichés, mas é isso que quem lê este género gosta. Muitos vão considerar que é uma história básica e igual a tantas outras, mas é a forma como ela me tocou que eu a achei diferente.
A história começa logo pelo final, onde o pai de Kit, também ele ligado à vida militar está à porta de Jessa, e ela teme o pior, ou Riley ou Kit foram magoados na missão no Afeganistão, a questão é: Qual deles? E isso matou-me por dentro, porque eu passei todo o livro a pensar no fim, nenhuma das opções era menos má, na minha opinião. Mas isso fez com que o livro ganha-se outra dimensão, é a história de amor deles os dois.
São duas pessoas que se conhecem quase desde de sempre, e de repente para o resto do mundo, eles estão juntos, mesmo que demore para descobrir. Não devia ser mais fácil de aceitar? Afinal conhecem-se melhor que ninguém... mas nestas histórias é sempre mais fácil esconder tudo e depois aceitar as consequências dos seus atos. Neste caso, o pai de Jessa, tem um ódio ao Kit, nunca o suportou, e o irmão, Riley, não acredita que o amigo possa ter uma relação séria com ninguém, e que está sempre à procura de um novo rabo de saias, e assim não é fácil arranjar coragem para lhes contar.
As personagens estão muito bem criadas, tanto as principais, como as secundárias, com boas histórias. É mostrado como os acontecimentos da guerra podem influenciar a forma como as pessoas vivem, não só quem sofreu, mas quem estava à sua volta.
Eu apaixonei-me pela história desde do inicio, não fosse eu fã de histórias destas, e fã de Nicholas Sparks, porque este livro tem a receita dos livros dele, amor, drama e sofrimento, há espaço para tudo: para nos fazer rir, para nos fazer chorar, para nos fazer pensar...
Por fim, recomendo este livros aos mais românticos, que gostam de histórias jovens, que podem ser tão intensas como qualquer outra, porque na realidade quando se é jovem viver-se tudo com mais intensidade. É uma história de amor, que nos aquece o coração, e que ao mesmo tempo nos comove e nos faz querer acreditar que o verdadeiro amor nunca se esquece.
P.s. Infelizmente não foram traduzidos os restantes livros da série... 
A Minha Classificação

Outras Capas

Share:
Read More
,

Novidades Literárias: Fevereiro

Eu costumava fazer este tipo de post no inicio do mês, mas percebi que no mundo editorial só no fim do mês é que se acaba por saber o que realmente saiu para o mercado, e então vou começar a fazê-lo no fim. 
Fevereiro teve de tudo, desde das rainhas do romance às do Thriller e Policiais. Como sempre, temos livros para todos os gostos e feitios!

Dia 1
Saída de Emergência
Bertrand Círculo
Dia 4
Topseller
Dia 5
Idioteque
Leya
Planeta
Companhia das Letras
Editorial Presença
Guerra & Paz
HarperColins
Alfaguara
Dia 6
Editorial Presença
Dia 7
Sextante Editora
Dia 8
Saída de Emergência
Bertrand Círculo
Dia 12
Leya
Clube do Autor
Dia 15
Saída de Emergência
Alma dos Livros
Bertrand Editora
Dia 15
Topseller
Gradiva
Dia 19
Leya
Planeta
Suma de Letras 
Companhia das Letras
Parsifal
Esfera dos Livros
Dia 20
Editorial Presença
Dia 26
Leya
HarperColins

Algum destes vos chamou à atenção? Eu já aumentei a minha wishlist, haja dinheiro!!
Share:
Read More
, , , , , ,

Opinião Literária: Emma Wildes - Um Amor ao Luar

Um Amor ao Luar
(Whispers of Scandal #1)
de Emma Wildes 
Título Original: Ruined by Moonlight
ISBN: 9789896574956
Edição ou reimpressão: 05-2014
Editor: Editorial Planeta
Páginas: 296
Género: Romance; Romance de Época; Literatura Erótica
Compre na Wook:
Livro (aqui)
Goodreads: 3,62 ✰ (aqui)

Sinopse:
Quando Lady Elena Morrow de súbito desaparece, a família fica desesperada para a encontrar e para impedir que a história alastre pela sociedade londrina, antes que a sua reputação seja destruída. Infelizmente, pode ser impossível evitar um escândalo. O visconde Andrews, mais conhecido como o Corvo, o libertino mais célebre de Londres, desapareceu no mesmo momento. Benjamin Wallace, Lorde Heathton é pressionado para ajudar a encontrar Lady Elena antes que a associação com o desaparecimento de Andrews lhe ponha fim à inocência - presumindo que a jovem e vulnerável senhora queira ser encontrada…

Sobre a Autora:
Emma Wildes cresceu a devorar livros e a escrita nasceu naturalmente. A autora costuma dizer que adora escrever porque adora ler. Estudou na Universidade de Illinois e é licenciada em Geologia. Vive em Indiana com o marido e três filhos.

A Minha Opinião:
Este livro veio parar às minhas mãos devido a um engano. Eu em casa tinha visto os livros disponíveis na biblioteca através do catalogo online, e tinha decidido trazer um da Emma Wildes, por nunca tinha lido nada da autora e estava curiosa para experimentar, contudo não era este o livro, e eu com a pressa nem reparei no livro em que estava a pegar. Não é que fossem sequer parecidos, o outro era verde, mas enfim à males que vêm por bem. 
O livro inicia-se com a a Lady Elena a acordar numa cama, com um estranho ao seu lado, ou melhor o Libertino Visconde Andrews, que não é estranho, mas está longe de ter as melhores referências dele, com uma camisa de noite finíssima e consequentemente a entrar em pânico com o que poderá ter acontecido entre os dois. O Visconde por seu turno, estranha também o local, e principalmente ter uma dama ao seu lado, pensando que se trata de uma emboscada para que se case com ela. Isto porque se fossem encontrados naquela situação, a honra dela ficaria em causa, e basicamente ele seria coagido a casar com ela, e pelo que parece não era uma prática assim tão bizarra. Rapidamente percebem que estão raptados, e não percebem quem pode estar por detrás do rapto, e nem sabem como foram lá parar.
Por outro lado temos um casal que está com alguns problemas de convívio, Benjamin Wallace e Lady Alicia. Ele pensou no casamento não por amor, mas uma espécie de coisa natural da vida, enquanto ela tinha expectativas demasiado altas, e a atenção dele, e enquanto não se conhecerem melhor não haverá intimidade entre eles, o que não agrada nada a Ben. Mas as suas atenções são desviadas para a busca pela Lady Elena, pois o seu pai procura-o para o convencer a procurar a filha, invocando favores passados. O que Ben não pensava era que a sua esposa, preocupada com a prima, o fosse ajudar e acabasse por ser muito útil.
Eu admito que ia sem qualquer expectativa para livro, eu nem sabia bem do que tratava, por isso não posso dizer que me tenha desiludido. É um livro leve, com uma escrita fluída, simples e principalmente acessível a todos, e foi sem dúvida uma coisa que me fez gostar do livro e querer ler mais obras da autora.
No que diz respeito às personagens, temos a inocente Lady Elena, mas muito astuta e curiosa. Naquele época grande parte dos temas íntimos, tanto da mulher como do casal, eram um tabu e não se falavam, mesmo entre mães e filhas, onde as primeiras diziam para elas estarem quietas, mostrando a submissão da mulher perante o homem. E neste sentido, temos a Lady Elena curiosa, e a Lady Alicia a perceber que aquilo que mãe lhe disse para fazer não é o que ela quer.
Do lado dos homens, temos Visconde Andrews, um libertino, ou seja, gosta muito mulheres e de sexo, basicamente é isto, e apesar de as mulheres suspirarem por ele, era o homem de quem todos os progenitores queriam afastar as filhas, só que ele também as queria longe porque não estava nos seus planos casar na próxima década. Então mantinha amantes, por norma mulheres casadas ou viúvas, onde não havia lugar a sentimentos, só ao prazer. Quanto ao Benjamin Wallace, é um homem ponderado, em todos os aspectos, mas muito inteligente e com pouco jeito para romantismos algo que tem de melhorar se não a sua esposa irá trazer-lhe problemas.
Esta história acaba por ser um misto de mistério, em descobrir quem está por detrás do rapto, um romance de época e erótico, não estivessem os outros dois fechados num quarto sozinhos, contado em diversos pontos de vista, dos quatro principais, alternando-se entre o que passa no cativeiro e no mundo exterior.
Na minha opinião, na parte do mistério faltou-lhe algo para tornar a história mais interessante, e sem dúvida que o desvendar do mistério deixou bastante a desejar. E ao nível do romance não posso dizer que o livro não é previsível, porque este tipo de livro acaba sempre por ter um final previsível, mas a história é bonita e cumpre o que se pretende de um livro destes. Depois de se ler alguns nota-se que a forma acaba por ser a mesma, mas eu não sei porquê continua-me a fascinar e a ser uma leitura prazerosa. Eu gostei bastante e devorei-o em dois dias sem qualquer dificuldade.
Em suma, a autora apresenta-nos duas histórias de amor diferentes, que nos fazem pensar em como é que funcionavam os casamentos na época dos Condes, e que provavelmente na vida real poucos foram realmente por amor. Recomendo este livro a quem gosta de romances de época com uma pitada de sensualidade e também de histórias de amor e de como o amor é capaz de converter qualquer alma.
A Minha Classificação




Outras Capas:

Share:
Read More