, , , , ,

Cinema: Freaky Friday (2018) e F*&% the Prom

De: Steve Carr
Com: Cozi Zuehlsdorff, Heidi Blickenstaff, Jason Maybaum
Género: Comédia, Fantasia, Musical
País: Estados Unidos da América
Duração: 120 Minutos
Ano: 2018
IMDB: 3,7/10 ✮

Trailer:

Sinopse:
Katherine e Ellie são mãe e filha com feitios bem diferentes: enquanto Katherine é certinha, Ellie faz o estilo rebelde. De repente, elas trocam de corpo entre si, fazendo com que vivam uma nova vida enquanto tentam descobrir como reverter a situação.

A Minha Opinião:
Eu por norma gosto bastante dos filmes da Disney e quando vi que este era novo e ia dar na televisão aproveitei para gravar, e só agora o vi. É um remake musical do filme do mesmo nome protagonizado pela Lindsay Lohan em 2003. Eu não me lembro de o ter visto, mas de qualquer maneira pretendo ver ou rever em breve.
O filme conta a história de Ellie uma miúda preguiçosa que vive em constante conflito com a sua mãe Katherine, que é bastante organizada e que gere toda a família e ainda o seu negócio de catering. Com o seu casamento à vista, a relação entre ambas, torna-se ainda pior, até que numa discussão pegam numa ampulheta que o pai de Ellie lhe deu antes de falecer e trocam de corpos, tendo de viver na pele uma da outra até descobrirem como fazer tudo voltar ao normal.
A história do filme não é má, e até é interessante, mas eu quando vi o filme não estava virada para musicais, porque cada vez que começavam a cantar eu revirava os olhos. Não achei necessidade de haver tantas cantorias e tirando a última música eu não gostei muito. Não há como negar que tanto ambas cantam bem, mas não me conquistou. 
Não é propriamente o filme que eu recomende, há filmes da Disney muito melhores e por isso espero que os que aí vêm deles superem este... Todavia deixo-vos com a música que mais gostei do filme todo.

Classificação:


De: Benny Fine
Com: Danielle Campbell, Joel Courtney, Madelaine Petsch
Género: Comédia, Drama
País: Estados Unidos da América
Duração: 122 Minutos
Ano: 2017
IMDB: 4,3/10 ✮

Trailer:

Sinopse:
Maddy e Cole eram amigos inseparáveis ​​até que o secundário começou e Maddy se tornou a rapariga mais popular na escola. Quando ela começa a se sentir solitária e com o coração partido, ela reconecta-se com Cole e a dupla conspira para destruir o último concurso de popularidade adolescente.

A Minha Opinião:
Eu também já estava à algum tempo para ver este filme, mas mais uma vez não estava com muitas espectativas.
O filme centra-se numa escola secundária onde todos andam às voltas com o baile de finalistas, todos, excepto os "ignorados" pelo sistema, que são humilhados pelos ditos "Populares". Maddy, uma das populares é traída pela sua BFF, que é apanhada a beijar o namorado dela. Destroçada Maddy volta a falar com o seu amigo de infância e juntos planeiam tornar o baile de finalistas num desastre.
Muito sinceramente toda a popularidade da Maddy me meteu nojo bem como a própria Maddy. Desde do inicio que nunca fui com a cara dela, parece daquelas raparigas que não partem um prato, mas que na realidade partem a loiça toda. Além de que só quando foi traída é que percebeu que os seus amigos na realidade eram péssimas pessoas.
Depois temos o Cole é que um pateta por acreditar na pobre e desgraçada Maddy, e na minha opinião só no final é que pareceu abrir os olhos, mais vale tarde que nunca...

Não é um filme mau, mas está longe de ser uma grande coisa. Cheio de estereótipos, que acabam por ser reais, o filme passa uma mensagem, mesmo que nunca se tenha ofendido ninguém, compactuar com as pessoas que o fazem, não dizendo nada vai dar exactamente ao mesmo.  

Classificação:

Share:
Read More
, , , , , ,

Mini-Opinião Literária: Ivy Jordan - Mr. Doctor e Charleigh Rose - Stepdaddy Savage

Mr. Doctor
(Mr. Series #1)
de Ivy Jordan
ASIN: B06XFZR3M6
Edição ou reimpressão: 03-2017
Editor: Kindle
Páginas: 92
Género: Romance, Literatura Erótica
Idioma: Inglês
Goodreads: 3,51✯ (aqui)

Sinopse:
Nada na vida é tão valioso quanto a nossa saúde. Então, quando a irmã, Caroline, vê uma verruga suspeita (ou mancha, uma vez que mudou) na Claire antes de ir para a praia, ela incentiva-a a ir ao médico. Preocupada, ela marca a primeira consulta que consegue. Fica com o choque na sala de exame quando percebe que seu médico não é apenas incrivelmente bonito, mas é o irmão de um instrutor de surf que ela tinha uma paixoneta em adolescente.

Perguntar a qualquer homem parece estranho para Claire, mas convidar depois que ele já ter visto as  suas partes mais íntimas, bem, isso prova ser particularmente ousado. Mas, querendo ouvir o conselho de uma revista feminina que ela leu na sala de espera do consultório, ela decide assumir o comando e dar o primeiro passo.

As coisas parecem boas, mas ao mesmo tempo algo parece errado. Ao ver os seus comportamentos estranhos significa que ele está escondendo alguma coisa, então ela vai a sua casa para confrontá-lo, e descobre que ele tem uma filha. Por um tempo, isso parece esclarecer as coisas, mas então os rumores começam a girar e preocupá-la, lançando dúvidas em sua mente.

Os dois conseguem superar os rumores para criar uma vida juntos?
Minha Opinião:
Eu já tenho este ebook à tanto tempo para ler, que já nem o encontro para colocar o link aqui...
O livro é no ponto de vista da Claire que vai ao médico devido à insistência da irmã mais velha, e quando chega ao ginecologista vê que ele um autêntico gato e ganha coragem para o convidar para sair e ele aceita e começa a história deles.
Eu não tinha lido a sinopse, e posso dizer que para um livro tão pequeno ela é bastante elucidativa, até tem demais, pois não há muito na história para além do que fala na descrição, mas eu felizmente não sabia.
Não se pode comparar este livro, que nem 100 páginas tem, a um de 300 páginas, nem de 200 sequer. A história é muito mais rápida, acontece muita coisa, com intervalos de tempo, o que para quem não gosta de livros que andam numa pasmaceira o tempo todo, este é indicado. Todavia até não é a melhor história do mundo, nem acho que seja esse o objetivo, mas a verdade é que poderia ter "momentos" mais bem explicados, que nota-se que foi mesmo para apressar.
As personagens até são interessantes, mas não há muitas páginas para que possam ser exploradas infelizmente.
Não foi uma grande leitura, mas sinceramente já li livros muito maiores e consequentemente muito piores. Para quem gosta de literatura erótica, e de uma espécie de conto, este pode ser o livro indicado!

Classificação: 

Stepdaddy Savage
(Savage People #1)
de Charleigh Rose
ASIN: B01L0DEOHA
Edição ou reimpressão: 24-2016
Editor: Kindle
Páginas: 132
Género: Romance, Literatura Erótica
Idioma: Inglês
Goodreads: 3,72✯ (aqui)

Sinopse:
Você não responde "não" a Graham Savage, porque Graham Savage não pergunta. Assim como o nome dele sugere, ele aceita e, no momento, acredita que eu sou dele.
Ele é um mafioso Irlandês frio, calculado, implacável, formidável e ... meu padrasto.
Independentemente do fato de que não é nada mais do que uma transação comercial, ele é tecnicamente casado com a minha mãe. Mesmo assim, me vejo com medo de ser apanhada, mas ainda mais apavorada de ser solta.
Dizem que o amor é como uma borboleta ... bem, estamos prestes a provar ao mundo que também é como um soco na cara. Às vezes inevitável ... e sempre doloroso.

Minha Opinião:
Eu estou para ler este livro desde Outubro e na realidade nem sei porque não o li mais cedo ele tem pouco mais que 100 páginas, e na realidade lê-se bastante rápido.
O título sugere exactamente o que o livro é, que até pode ser um pouco controverso, mas na realidade não há nenhuma ilegalidade neste livro, ou melhor há, mas não do tipo mais provável.
O livro é contado no ponto de vista de Dahlia, que tem um padrasto que é um autêntico regalo para a vista e por quem ela subtilmente suspira, apesar de ele quase meter medo. Depois de ele a encontrar num dos seus bares, quando ela é menor e não pode estar ali, e pouco tempo depois a encontra numa situação embaraçosa, é quando a sua mãe vai de viagem é a oportunidade perfeita para que eles se conhecerem melhor.
É de ressalvar que eles só se envolvem quando ela faz 18 anos.
Eu lá no fundo até gostei do Graham, ele até tem um bom coração, e boas intenções, mas é sem dúvida demasiado autoritário, e ao mesmo tempo até respeitador, mais ao menos.
Para quem gosta, mais uma vez, de literatura erótica, vai gostar do livro é bastante intenso e até tem um pouco de romance querido, contudo está longe de ter sido um livro que me arrebatou, infelizmente, mas quero ler o resto da série para ver o que acontece com os outros Savage!
Classificação:

Share:
Read More
, , , , , ,

Opinião Literária: Grace Burrowes - Coração Ardente

Coração Ardente
(Noivas da Regência #2)
de Grace Burrowes 
Título Original: Too Scot to Handle
ISBN: 9789897800931
Edição ou reimpressão: 03-2019
Editor: Quinta Essência
Páginas: 352
Género: Romance; Romance de época
Compre na Wook:
Livro (Aqui)
Ebook (aqui)
Goodreads: 3,82✭ (aqui)

Sinopse:
Colin MacHugh é um homem de muitos talentos. Foi capitão no exército, liderou homens, resolveu problemas e lutou com valentia. Agora, porém, a sua luta é outra… contra as jovens debutantes com ideias de arranjar marido.
Até ao dia em que conhece a intrigante Miss Anwen Windham, cuja natureza reservada é rara e suficientemente enigmática para o cativar. E quando ela lhe pede ajuda para angariar fundos para um orfanato, Colin não hesita em aceder…
De facto, o jovem escocês parece ter sido a escolha ideal. Para além de saber lidar com os pequenos malandros, parece genuinamente interessado nas ideias de Anwen. Por sua vez, a jovem dificilmente consegue resistir àquele encantador sotaque. Mas Colin tem inimigos dispostos a tudo para o derrubar. Se partir, será o fim do orfanato… Se ficar, poderá pôr em risco o seu futuro com Anwen… e até a própria vida.

Sobre a Autora:
Grace Burrowes foi sempre adepta da escrita e da leitura, mas também deu aulas de piano e de ballet, escreveu textos técnicos e tirou o curso de Direito. 
Foi só depois de a filha sair de casa que resolveu dedicar-se à ficção. 
Nesse momento abriu-se uma porta, pois Grace não parou mais de escrever… 
Atualmente vive numa zona rural de Maryland, EUA, e adora receber cartas dos fãs.

A Minha Opinião:
  Vou admitir que parti para este livro um pouco de pé atrás. Tinha lido algumas opiniões menos positivas sobre o primeiro da série e por isso estava com medo de não gostar, mesmo que pela sinopse pensasse o contrário.
  O livro segue a vida de Anwen Windham, uma jovem que toda a família pensa que é muito frágil, devido a na infância ter estado às portas da morte, mas na realidade é cheia de vitalidade e de ideias pouco próprias para uma jovem da sua classe social, mas ela pouco se importa com isso. Para ela importam os seus meninos do "Lar para Meninos de Rua" que está na ruína.
  Já Colin MacHugh é um escocês que acaba em Londres depois de o seu irmão ter virado duque, e das suas irmãs estão a desfrutar da temporada pela primeira vez. É independente, tem o seu próprio rendimento, não vive às custas de ninguém como os seus novos amigos de Londres, que o estão a ajudar a entrar nos costumes da sociedade inglesa. O seu amigo mais próximo tenta que ele fique encantado pela beleza da sua irmã, mas Colin só tem olhos para a Miss Anwen que não é nada menos que a cunhada do seu irmão.
  Eu gostei bastante deste livro, é diferente do que eu já li do género e isso é sem dúvida um ponto a favor. Esta história não se baseia unicamente na história de amor da Anwen e do Colin, mas em todo o mundo envolvente deles. De um lado temos o problema do orfanato, que está com falta de dinheiro e corre o risco de fechar, e Colin sensibilizado com a dor de Anwen e também com os rapazes acaba por se envolver na causa para a tentar salvar, e do outro lado temos o que eu chamo "as sangugas da sociedade", que não são mais nem menos que os novos amigos de Colin, que o pobre coitado pensa que realmente querem o seu bem, mas no fim de contas querem apenas lucrar à custa disso. A autora mostra muito bem a sociedade da época, de um lado as damas que se acham a última bolacha do pacote e que por isso recusam os cavalheiros que não têm dinheiro ou posição social, e do outro os cavalheiros que como não são duques, vivem à custa dos rendimentos trimestrais que estes lhes enviam, e que procuram uma dama com o objetivo de viver à custa do dote delas. Foi talvez o que mais me enervou no livro, principalmente por ter a noção que era mesmo o que acontecia. 
  Quando à relação entre o Colin e a Anwen propriamente dita, foi do que mais gostei no livro. Eles já se conhecem do livro anterior, já existe desde aí o interesse do Colin, mas é neste livro que ele toma a iniciativa, e a Anwen em vez de se fazer uma enjoadinha, mostra que está à frente do seu tempo. Além disso, pela primeira vez existem duas personagens que não andam com joguinhos e mentirinhas, coisas que se acompanham as minhas opiniões eu me tenho queixado. Pela primeira vez, vi dois adultos que partilham os problemas e que não os escondem, ouvindo os conselhos que o outro tem para dar. 
  Em suma, é um livro que recomendo, e fiquei fã da autora. É algo diferente do habitual, mas como sempre com muito amor à mistura, não deixando de aquecer os nossos corações. 
Classificação

Leitura com Apoio

Outras Capas
Eu gosto sempre de avaliar as capas, mesmo que nem sempre deixe aqui a minha opinião, mas tenho a dizer que a portuguesa é a mais bonita, apesar de nem me queixar muito destas, que face ao que já vi noutros livros são umas flores. 
Deixo só uma curiosidade, a última capa desta fila, a francesa, não é nada mais, nada menos que do mesmo photoshoot que a capa do "Nobre & Poderoso" da Madeline Hunter.

Já leram alguma coisa da autora? Ficaram curiosos com este livro? Deixem tudo nos comentários e até ao próximo post!
Share:
Read More
, , , , , ,

Opinião Literária: Judith McNaught - Paraíso

Paraíso
(Second Opportunities #1)
de Judith McNaught 
Título Original: Paradise
ISBN: 9789892343501
Edição ou reimpressão: 10-2018
Editor: Edições Asa
Páginas: 752
Género: Romance, Romance contemporâneo
Compre na Wook:
Livro (Aqui)
Ebook (aqui)
Goodreads: 4,32✯ (aqui)

Sinopse:
Eles eram jovens e sonhadores. Com apenas dezoito anos, Meredith era a herdeira da fortuna Bancroft. Matthew, de origens muito humildes, tinha uma inteligência brilhante e uma energia sem fim. Conheceram-se e apaixonaram-se. Juntos, sentiam-se capazes de conquistar o mundo. Por amor, Meredith desafiou o pai pela primeira vez. 

Onze anos passaram…
Matthew mudou muito desde os seus tempos de rapazinho pobre e tímido. Longe vão os dias em que ousou apaixonar-se por Meredith. Foi um amor sem igual, que terminou abruptamente com uma indesculpável traição. Agora, Matthew é um homem poderoso e implacável. Sob o olhar atento dos média, está prestes a lançar-se sobre o império Bancroft.

Executiva de topo na empresa do pai, a solitária Meredith prepara-se para defender a todo o custo o império familiar. Mas, à medida que a tensão aumenta, tanto um como o outro se veem perturbados por memórias agridoces e perigosas tentações… 

Serão eles capazes de arriscar tudo numa paixão que os destroçou no passado?

A Minha Opinião:
  Demorei demasiado tempo para ler este livro, comecei em Outubro, em que li umas 50 páginas, e só agora é que finalmente o terminei, mas tem uma explicação.
  O livro começa com a infância de Meredith, que era excluída na escola, e tinha pouca atenção em casa, e basicamente é tudo uma desgraça até que conhece Lisa, que passa a ser sua colega de escola e também sua melhor amiga, e que acaba por transformar a velha Meredith numa jovem desejada. É no 4 de julho no clube de golfe que o pai de Meredith frequenta que ela conhece Matthew. Matthew não passa de um operário que vai para a Venezuela para uma exploração de petróleo, mas que deixa Meredith encantada, e depois de se conhecerem também ele ficou encantado com ela. Mas a verdade é que fazem parte de classes sociais diferentes, e por mais que os dois não se importem, o pai de Meredith não pensa da mesma forma e faz de tudo para que eles se separem.
  Entretanto passaram 11 anos e as coisas mudaram muito, principalmente para Matthew, que agora é um homem de negócios todo poderoso e temido, e está na altura de ele ter a vingança sobre os Bancroft que sonhou desde que lhe partiram o coração.
  Quanto às personagens adorei o Matthew, apesar das origens humildes ele ambicionava ser alguém na vida, e como não tinha papás ricos tinha de trabalhar para conseguir. Tinha pelo menos dois cursos universitários na área de gestão numa universidade pública, que era visto como algo menor, enfim... Muito do que ele fez, foi para provar que conseguia, e que o pai da Meredith estava enganado.
  No que diz respeito à Meredith, ela era boa a ser mandada, e por mais que tivesse capacidades de liderança e que fosse das melhores, o pai vi-a sempre como uma mulher, o que era algo depreciativo. Foi uma das coisas que me enervou na história, a diminuição do papel da mulher, e o facto de a Meredith não mandar um pontapé no rabo do pai, mesmo depois de tudo ela continua a ter pena dele, a querer agradar-lhe, eu no lugar dela tinha-o mandado dar uma volta. Isto para dizer que apesar do talento, ela não é propriamente uma mulher capaz de enfrentar o pai, e segue muito o que ele diz, não sendo muito dificil ele entrar na cabeça dela e começar a meter macaquinhos lá.
  É de notar que este livro se passa em 1989 (segundo o goodreads, porque não me lembro de isso ser mencionado no livro, mas também no meio de tantas páginas é dificil recordar tudo) e escrito em 1991 originalmente, e obviamente na altura um contemporâneo, e hoje em dia também o podemos considerar, porque tirando o facto de não falarem em telemóveis, não há nada que indique que o livro se passa à 30 anos atrás.
  O problema deste livro além de ser gigante, eu li em ebook e tinha 601 páginas, mas a versão fisica ronda as 750 páginas, é que tem, na minha opinião um inicio lento. Basicamente é preciso coragem para as primeiras 150 páginas do livro, porque depois é sempre a andar, porque finalmente a história começa a ganhar um ritmo mais rápido, ou simplesmente a história começou a ficar mais interessante para mim. É quando eles se reencontram que começa a ficar interessante. Mais uma razão para não dar as 5 estrelas foi achar que alguns pormenores não foram completamente esclarecidos, eu gostava de ter tido mais informações.
  De uma maneira geral, foi uma boa leitura. Foi uma estreia com a autora, de quem eu vou querer ler mais, só tenho pena que ela só escreva calhamaços.
Este livro é um daqueles livros que nos ansiamos pelo desenvolvimento, que sofremos com as personagens, que queremos esganar pessoas e que torcemos para um final feliz.

Classificação

Leitura com Apoio:

Outras Capas:
A capa portuguesa é mais bonita que estas, mas também a maioria destas edições são antigas e até mesmo por cá há uma clara evolução positiva nas capas dos livros nos últimos anos.

Já leram este livro? Conhecem a autora? Deixem tudo nos comentários e até ao próximo post.
Share:
Read More
, , , , ,

Na TV: Magnum P.I. (2018)

De: Eric Guggenheim, Peter M. Lenkov
Género: Aventura, Crime, Acção
Atores: Jay Hernandez, Perdita Weeks, Zachary Knighton, Stephen Hill
Número de Episódios: 20 episódios
Temporadas: 1
Emissora Original: CBS
Ano: 2018-2019
País: Estados Unidos da América
Duração (Por Episódio): 43 minutos
Estado: Renovada
Onde ver em Portugal: FOX
IMDB: 5,5/10✯

Trailer

Sinopse:
Thomas Magnum (Jay Hernandez), um ex-membro da Navy SEAL, uma Força de Operações Especiais da Marinha dos Estados Unidos, acaba de voltar para casa depois de servir no Afeganistão. Depois de todas as experiências adquirdas no país, esse ex-militar decide colocar seus conhecimentos em prática, dessa vez para se tornar um investigador particular.

A Minha Opinião:
Eu nem sei bem o porquê que eu comecei a ver esta série, mas a verdade é que quando eu comecei nunca mais consegui parar, até agora que a temporada acabou. 
A história segue um ex-SEAL, Thomas Magnum, que aceitou um trabalho como chefe de segurança na mansão o Robin Master um escritor de livros de ação, e que é também investigador privado no Hawaii. Ele tem sempre pouco dinheiro na carteira e muitas vezes acaba por ajudar as pessoas sem cobrar nada, mas tem sempre a ajuda dos seus amigos, T. C., Rick e Higgins, a governanta da casa, com quem ele tem uma relação conturbada, e também o detetive Katsumoto, com quem também tem uma relação de amor e ódio. 
Magnum não cumpre grande parte das regras, acaba sempre por se meter em sarilhos, mas a verdade é que tem uma boa intuição e raramente se engana. 
O que mais gostei na história é que além de ter a ação, o mistério é divertida e há sempre piadas entre eles. Alia duas das coisas que me fazem ver uma série até ao fim e sem parar ou me cansar. 
A série é um remake de uma série com o mesmo nome de 1980, onde a maioria das personagens eram as mesmas, exceto a Higgins que na versão original era um homem. 
O que mais gosto na série é mesmo a relação entre o Magnum e os amigos, nota-se que sofreram horrores na guerra e que isso os uniu e também o tornou a pessoa que é, que ajuda todos, muitas vezes porque simplesmente acredita na sua intuição. 
Felizmente a CBS renovou a série para uma segunda temporada, que eu não sei como vou aguentar até ao fim do ano, quando é provável que regresse e tenho de arranjar outra para ver. 
Em suma, eu recomendo esta série a quem é fã de séries policias, e quem gosta do Hawaii Five-0, que espero que na próxima temporada haja um crossover, já que tem algumas personagens comuns às duas séries.  É uma série cheia de ação e ao mesmo tempo divertida!

Classificação:





Share:
Read More
, , , , , ,

Opinião Literária: Tessa Dare - Um Casamento Conveniente

Um Casamento Conveniente
(Girl Meets Duke #1)
de Tessa Dare 
Título Original: The Duchess Deal
ISBN: 9789898917263
Edição ou reimpressão: 09-2018
Editor: TopSeller
Páginas: 320
Coleção: Girl Meets Duke 
Género: Romance, Romance de Época
Compre na Wook
Livro (Aqui)
Goodreads: 4,05✮ (aqui)

Sinopse:
Da autora romântica bestseller que conquistou as leitoras portuguesas
Vencedora do Prémio RITA para Melhor Romance Histórico
Objetivo número um: ter um herdeiro.
Desde que o Duque de Ashbury regressou da guerra com o rosto desfigurado, a única coisa que o move é deambular pela cidade de Londres durante a noite e assustar todos com quem se cruza. Só que agora tem um problema: precisa de um herdeiro.
Objetivo número dois: casar. 
Mas com regras bem definidas.
Quando Emma Gladstone, uma simples costureira, aparece em casa de Ashbury para lhe exigir um pagamento em dívida, este aproveita a ocasião e faz-lhe uma proposta de casamento. Mas impõe certas condições: deverão encontrar-se sempre às escuras, e apenas para conceberem um filho. Assim que Emma engravidar, deverá partir para o campo, e nunca mais se voltarão a ver.
Objetivo número três: não quebrar nenhuma das regras anteriores.

Ashbury e Emma casam-se. Emma, porém, é uma mulher determinada e também tem as suas próprias regras. E a principal é conhecer o marido. Permitirá Ashbury que Emma o veja realmente? E conseguirá ele impedi-la de se apaixonar?

A Minha Opinião:
Eu desde de que ouvi falar deste livro, que andava à procura dele, até que vi que era uma das novas aquisições de uma das bibliotecas que frequento. Só que devido à falta de cumprimento das pessoas, que requisitam e não cumprem os prazos de entregue, só agora três meses depois tive acesso ao livro. 
Mas vamos então à história, num estilo de Bela e o Monstro, temos Emma, uma costureira que foi colocada fora de casa quando era nova e que batalhou para conseguir chegar a Londres e ter o que comer, e Duque de Ashbury, um homem que na guerra ficou com metade do rosto desfigurado, vive escondido da sociedade, mas precisa de um herdeiro para impedir que toda a sua fortuna não acabe nas mãos do primo, só que duvida que alguma mulher aceite casar consigo. 
É então que conhece Emma, que lhe vai pedir o dinheiro de um vestido que fez para a ex-noiva do Duque, e ele lhe faz a proposta casar só por um herdeiro, só que as personalidades de ambos fazem com que de todas as regras impostas sejam complicadas de cumprir. 
Eu simplesmente amei este livro e devorei-o numa tarde. É a minha estreia com a autora, por mais que até tenha livros dela na minha estante pessoal, a verdade é que nunca tinha pegado em nenhum, algo que sem dúvida alguma vai mudar em breve. 
A forma como a história é contada faz com que algo que poderia ser facilmente tornado numa história extremamente pesada se torne leve e divertida. Eu acho que nunca me ri tanto num livro. 
A Emma, por mais que naquela época as mulheres fossem submissas, não o é. É divertida e está sempre a picar o Ash, tentando-lhe arranjar alcunhas, que ele por sua vez odeia. Fazendo deles um dos casais mais fofos que já vi. E o aspeto dele não a incomoda, e dá uma grande lição de vida, tanto a nós, como ao próprio duque.
Eu super recomendo a quem gosta de romances de época super fofos e muito divertidos, porque no meio de toda a história percebemos que a imagem não é tudo e quem vê caras não vê corações.

Classificação

Outras Capas

Share:
Read More
, , , , ,

Mini Críticas Literárias: "Diário da tua ausência" da Margarida Rebelo Pinto e "Escrito nas Estrelas" da Bárbara Norton de Matos

Diário da Tua Ausência
de Margarida Rebelo Pinto 
ISBN: 9789895552023
Edição ou reimpressão: 04-2006
Editor: Oficina do Livro
Páginas: 132
Género: Romance
Compre na Wook
Livro (aqui)
Goodreads: 3,00✯ (aqui)

Sinopse:
Uma carta de amor apaixonada e comovente que ensina os homens a acreditar no amor das mulheres. Acabada de sair de uma relação intensa que cria definitiva, a narradora conhece no mesmo dia o homem que veio revigorar um amor profundo, completo, rosto final de uma busca incessante. Ela vive em Lisboa, ele em Londres. De permeio, a espaços entrecortados no tempo, encontram-se sob a luz resplandecente do céu da capital, e aqui vivem os dias, as noites, o olhar, a pele, a intensíssima e dolorosa viagem ao seu reino mais íntimo. Um dia, inesperada, a ruptura. Ele parte para Londres. Então, ela escreve uma longa e vivida carta de amor, um solilóquio raiado pela esperança e pela inconformidade, relembrando o que persiste nos veios da memória, para que, ao crepúsculo, o sentimento não desvaneça. Não se concebe que, amando, não se prefira a razão do amor, do gozo dos olhos, do cheiro, do coração.

Excerto
"Quando se ama alguém, tem-se sempre tempo para essa pessoa. E se ela não vem ter connosco, nós esperamos. O verbo esperar torna-se tão imperativo como o verbo respirar. A vida transforma-se numa estação de comboios e o vento anuncia-nos a chegada antes do alcance do olhar. O amor na espera ensina-nos a ver o futuro, a desejá-lo, a organizar tudo para que ele possível. É mais fácil esperar do que desistir. É mais fácil desejar do que esquecer. É mais fácil sonhar do que perder. E para quem vive a sonhar, é muito mais fácil viver."

A Minha Opinião:
O que ei eu de dizer deste livro...
O livro é uma espécie de diário dedicado a um homem por quem a narradora é apaixonada, e que por diversas razões se separaram. Abordando a forma como se conheceram, o que passaram e o que ela esperava que acontecesse, o livro viaja entre a história de ambos e os pensamentos filosóficos da narradora.
Desde já digo que fui para o livro com expectativas baixas, uma das minha amigas, grande fã dos livros da autora, não gostou nada deste, mas eu mesmo assim, comprei-o por uma pechicha na Black Friday da Fnac. O livro esteticamente é bonito, tem capa dura, uma fitinha a prender a capa e a contracapa, mas depois o interior deixa a desejar.
Se eu disser que não me revi em alguns pensamentos da autora, estaria a mentir. Gostei bastante de diversas passagens, e provavelmente se o livro estivesse escrito de outra maneira eu teria realmente gostado da leitura. Não foi a história que me desagradou, foi a forma como a autora escolheu escrevê-la.
Ao ser contada para um homem do qual não se sabe o nome, e eu nem me lembro do nome da mulher que estava a escrever o diário, acho que nem foi revelado, para mim a história perdeu o interesse. Eu nem sabia o que estava a ler... não houve ligação entre mim e o livro, infelizmente. Decidi-me então pelas 2 estrelas, que no goodreads é um it's okay, não é muito mau, mas também está longe de ser bom, come-se...
Foi então um péssimo começo com a autora, contudo não desisti, e quero ler mais livros dela, mas provavelmente vou ler da biblioteca em vez de os comprar.  
Classificação

Escrito nas Estrelas
de Bárbara Norton de Matos 
ISBN: 9789892310473
Edição ou reimpressão: 10-2010
Editor: Caderno
Páginas: 248
Coleção: Cadernos de Sempre 
Género: Romance
Compre na Wook:
Livro (aqui)
Ebook (aqui)
Goodreads: 2,61✯ (aqui)


Sinopse:
No mundo fervilhante dos estúdios televisivos, dos flashes e paparazzi, há uma estrela que só quer ser amada. Entre a quinta em Ponte de Lima e a casa em Cascais, entre o passado e o presente, uma mulher vai descobrir que só o amor é mais forte que o destino. Escrito nas Estrelas é a surpreendente estreia de Bárbara Norton de Matos no romance, uma história de família, traições e equívocos, onde nada é o que parece e só o amor é real.
Carminho não foi uma menina feliz. Era o patinho feio da família, sempre comparada com Piedade, a irmã mais velha, tão deslumbrante como odiosa. E não foi fácil crescer com um pai sempre ausente, que só pensava no ténis e nos torneios, enquanto a mãe se deixava arrastar pela melancolia… Mas tudo isso é passado. O patinho feio tornou-se num cisne, é agora uma estrela da televisão, capa de revista, perseguida por flashes e paparazzi. E vai finalmente estrear-se, como protagonista, numa série histórica - o seu grande sonho. É um mundo quase perfeito.
Quase. Porque a vida está repleta de surpresas e, quando menos esperamos, o amor prega-nos partidas…
A Minha Opinião:
Dizer que parti para este livro com algumas expectativas era estar a mentir. Não tinha nenhuma fé no livro, e na minha opinião não errei muito.
Na história acompanhamos Carminho, uma atriz que tem problemas com a sua auto-estima, com família e com o namorado. Durante o livro vamos vendo como ela lida com tudo e ainda com o seu trabalho que acarreta os jornalistas sempre a terem atenção à sua vida.
A história em si nem é má, ou pelo menos a ideia, mas a forma como está escrita parece uma fanfic escrita por uma rapariga de 13 anos, ou menos. E foi isso que eu não gostei.
A ideia está bem pensada, vamos tendo vislumbres do passado, e a autora vai explicando algumas atitudes e pensamentos da Carminho, mas isso não chega para um bom livro.
Depois quando eu até estava a começar a gostar, acabou. Um final sem jeito nenhum e depois de investigar, há uma continuação. Contudo pergunto-me se um livro tão pequeno precisava de continuação. Apesar de até ter umas ideias de como será o próximo, porque tem material para enrolar e escrever outro livro, mas isso só é o previsível.
Enfim... eram 2,5 estrelas, mas como não encontrei imagem, ficaram 2 estrelas. É um livro "ok", não é nada de especial, na realidade as melhores descrições são do mundo da representação, algo que a autora conhece muito bem. Se eu lesse este livro à uns anos certamente iria adorar, mas entretanto os meus gostos alteraram-se um bocado.
Provavelmente vou tentar arranjar o segundo para ler, só porque estou curiosa para ver o que vai sair dali, mas na verdade até tenho medo de gastar muito dinheiro com aquilo.
Classificação

Já leram algum destes livros? Deixem tudo nos comentários e até ao próximo post!

Share:
Read More
,

Wrap-up Séries e Filmes de Abril e TBW para Maio

Depois de fazer o meu wrap-up e TBR de livros, pensei em também fazer de filmes e séries visto que vi bastantes filmes, e séries este mês, muito devido à mini férias que tive da universidade. Assim, trago-vos mini-opiniões de filmes e séries, mas pelo menos no caso dos livros eu vou publicar uma opinião maior, ou em raros casos já publiquei!
Wrap-up
* Filmes
 - Vestido a Rigor
Eu adoro os filmes do Jackie Chan, mas este ficou muito aquém do que eu esperava. Se não fosse pelas cenas de luta, era uma autêntica miséria... 
 - Comer Orar e Amar
Falam tanto deste filme, que, muito sinceramente, não percebi o entusiasmo. Tirando as paisagens fantásticas, e algumas lições que se retiram, nem sei bem o que é. Comédia Romântica não deve ser, apenas tem uns 20 minutos de romance... Considero um filme mediano, já vi deles com muito menos orçamento e muito melhores
 - Juntos para Sempre
Este é a coisa mais fofa que há. Com cães como personagens principais, acompanhamos um cão que vai tendo várias vidas, e sempre comparando à mais teve mais significado para si. É de emocionar até o coração mais duro!
- Freaky Friday (2018)
Sinceramente não sei o que esperava deste filme, é um reboot do filme de 2003 com a Lindsay Lohan, que eu não me lembro se vi, mas que em todo o caso vou rever em breve.
A ideia do filme até está boa, mas cantam por tudo e por nada e isso enervou-me, na minha opinião não havia necessidade se aquilo virar um musical.
- F* the Prom
Um filme de adolescentes, que talvez já seja demais para mim, mas gosto de pensar que não estou a ficar velha! Explora os estereótipos do secundário e a preparação para o baile de finalistas. O que cortou todo o clima entre este filme e eu, foi sem dúvida a personagem principal, a Maddy, não fui com a cara dela desde de início, apetecia-me bater-lhe!
- Os Empatas
Eu já estava para ver este filme à algum tempo. E foi um dos melhores filmes do mês! Super divertido, com personagens hilariantes. Super recomendo!!

* Séries
Eu percebi que não consigo acompanhar séries que não sejam policiais, porque rapidamente fico sem vontade de ver, porque ou as histórias são previsíveis, ou simplesmente perco o interesse. As policias como vão tendo sempre histórias novas, só a dos protagonistas é que é a mesma, acaba por me entusiasmar mais. 

- Magnum P.I.
Terminei a primeira temporada e já estou a sentir falta. Felizmente foi renovada para segunda temporada. 
A série acompanha um investigador privado, que anda sempre com a carteira vazia e a pedir favores aos amigos, mas que tem um grande coração e ajuda toda a gente e também uma boa intuição para descobrir tudo.
 - The Rookie
Outro policial, que também terminei a primeira temporada. Infelizmente esta ainda não se sabe se vai ser renovada ou não. Sendo sincera não tenho muita fé, porque a "abc" (emissora americana), tem cancelado as séries que eu realmente gosto. 
Esta segue os patrulhas da policia de Los Angels, mais precisamente os "caloiros", e um deles tem tipo uns 40 e tal anos, e acaba por ser visto como um velhote por toda a gente. 
 - Single Parents
Vi os dois episódios que saíram este mês e fica-me a faltar o último que sai nos EUA em Maio. Infelizmente ainda não está confirmada a sua renovação. 
Esta já é de comédia. Segue 5 pais que são pais solteiros e segue a vida deles e os problemas em que se metem, e também a amizade deles, e dos miúdos. É bastante divertida e eu só no mês passado vi 20 episódios! Super recomendo!
 - MacGyver
Precisava de alguma série para curar a ressaca do Magnum P.I. e do The Rookie, e então optei por esta que já tinha visto promos na fox, e não me desiludiu. Focada num Angus MacGyver, que é basicamente um génio com uma navalha, vemos a desvendar casos, proteger pessoas, mas sempre com muito estilo. 
Ainda não se sabe se vai ser renovada para a 4ª temporada, mas felizmente ainda tenho 2 temporadas para ver!!
 - Pretty Little Liars - The Perfectionists
Eu nunca vi as Pretty Little Liars, quer dizer, vi os 5 primeiros episódios da primeira temporada. Contudo sempre acompanhei a história devido às minhas amigas adorarem. Contudo comecei a ver esta desde de inicio, e vou acompanhando à medida que sai nos EUA, e consequentemente na HBO, e até estou a gostar, vamos é ver quando tempo eu consigo acompanhar sem me enfastiar...
- Happy Together
A série inspirada no Harry Styles, para mim é engraçada, mas a questão de o famoso estar a viver lá em casa, não acrescenta nadinha, o que tem graça são os outros dois, que são autênticas personagens!
- Lab Rats
Finalmente a Disney resolveu transmitir em Portugal os episódios da 3ª e 4ª temporada, e sinceramente já não era sem tempo, tendo em conta que andam à anos a dar os das duas primeiras. Foi bom ver a evolução das personagens, e como eles continuaram a história, só não gostei que mudassem alguns dos dobradores das vozes, mas também não se pode ter tudo!
- KC. Agente Secreta
Eu não tinha visto o fim da temporada, e no canal temporário da disney na MEO, aproveitei para ver. Sem dúvida que a Zendaya é uma excelente atriz, e faz daquela série uma das melhores na nova era da Disney.
- Mech-X4
Mais uma que vi no canal da Disney, e que eu saiba nunca tinha chegado a ser transmitida em Portugal, infelizmente. Mas fala de um rapaz que é tecnopata, ou seja, controla máquinas, e ele mais dois amigos e o irmão, encontram um robô que segue as suas ordens e assim protegem a cidade de monstros que aparecem para criar o pânico. Gostei bastante e sinceramente nem pensei que fosse da Disney, agora quero ver é se eles resolvem transmitir a segunda temporada.
- Miraculous: As Aventuras de Ladybug
É dos meus desenhos animados favoritos do momento e farto-me de rir com as trapalhices da Marinette. Este mês foram transmitidos episódios novos da terceira temporada e sem dúvida que a série continua do melhor que há!! Para quem ainda não viu, recomendo!

TBW
Filmes:
São filmes que já queria ver à muito tempo, e espero que seja finalmente este mês que os consiga ver!!
 - Porquê Ele?
 - Aquaman
 - Black Panther
 - Quando nos Conhecemos

Séries
- Macgyver
O meu objetivo no que diz respeito a séries, quero acabar o meu mais recente amor, o Macgyver, ou pelo menos avançar bastante, mesmo que fique triste por não ter mais nada para ver...
- Life Sentence
Já ando à muito tempo para acabar esta série, faltam-me 4 episódios, e quero ver se é desta que termino de vez.
- One Big Happy
Comecei a ver à uns tempos, mas não arranquei do primeiro episódio. A série é pequena, só me falam 5 episódios, por isso é para ver este mês
- Alexa & Katie
Já vi a primeira temporada, e estou super ansiosa por ver a segunda. A série é do estilo da Disney, mas na Netflix, tenho muitas expectativas!!
- Pretty Little Liars: The Perfectionists
Quero continuar a ver a série, vamos é ver quando me canso de vez.

Já viram algum destes filmes ou séries? Deixem tudo nos comentários e até ao próximo post!
Share:
Read More
, , ,

Cinema: "Vizinhos Espiões" e "Vestido a Rigor"

Titulo Original: Keeping Up with the Joneses
De: Greg Mottola
Com: Zach Galifianakis, Isla Fisher, Jon Hamm, Gal Gadot
Género: Ação, Comédia
País: Estados Unidos da América
Duração: 105 Minutos
Ano: 2016
IMDB: 5,9/10 ✮

Trailer



Sinopse:
Um casal suburbano se envolve em uma trama de espionagem internacional quando descobre que seus novos vizinhos, aparentemente perfeitos, são agentes secretos.

A Minha Opinião
Gravei o filme quando deu numa tarde de domingo na SIC porque na promo parecia engraçado, tinha atores conhecidos e eu tinha espaço na box.
O Filme conta então a história de um casal, os Joneses, que vão viver para um novo bairro, e parecem ser o casal perfeito, o que gera a desconfiança nos vizinhos da frente, que rapidamente os começam a investigar e descobrem que eles são Espiões. Só que acabam metidos numa missão e não dá para fugir. 
A premissa não é nova, já houve diversos filmes do género, e na minha opinião melhores.
Achei que faltava a piada ao filme, tem algumas, mas nada de especial e ao nível da ação também se perdeu. A melhor parte foram os últimos 20 minutos, os outros 80 foram uma perda de tempo.
Não é um filme que recomende de todo, apesar de ter duas atrizes conhecidas, a Isla Fisher por faer filmes de comédia, e a Gal Gadot, a Mulher-Maravilha, mais precisamente filmes de ação. Mas sinceramente nem gostei muito da Gal no filme...

Classificação



Titulo Original: The Tuxedo
De: Kevin Donovan
Com: Jackie Chan, Jennifer Love Hewitt, Jason Isaacs 
Género: Ação, Comédia, Sci-Fi
País: Estados Unidos da América
Duração: 98 Minutos
Ano: 2002
IMDB: 5,4/10 ✮

Trailer:

Sinopse:
O ex-motorista de táxi Jimmy Tong (Jackie Chan) rapidamente aprende que só há uma regra quando se trabalha para um "playboy" milionário como Clark Devlin (Jason Isaacs): nunca tocar no "smoking" adorado do patrão! Mas quando Devlin fica “fora de serviço” devido a um acidente explosivo, Jimmy não resiste e experimenta as asas de grilo do chefe. Imediatamente, descobre que o fato é mais do tipo “cinturão negro” do que “black tie”! Jimmy vê-se envolvido num perigoso mundo de espionagem, lado a lado com uma parceira inexperiente (Jennifer Love Hewitt). O motorista transforma-se assim num super-agente secreto - inexperiente, é verdade, mas cheio de estilo e classe, qual um autêntico 007.

Minha Opinião:
Eu por norma sou grande fã dos filmes com o Jackie Chan, têm duas coisas que eu adoro, ação e comédia, mas nem todos resultam tão bem. 
Neste filme, Jackie é Jimmy, um motorista de táxi que recebe uma proposta para ir trabalhar como motorista do Clark Devlin um milionário. Jimmy fica encantado com um dos fatos do patrão, mas recebe ordens especificas para nunca lhe tocar. Só que num dia, depois de serem perseguidos por um skate bomba, Devlin fica ferido e dá o seu relógio precioso a Jimmy com nome que este não consegue decifrar, e é nesse momento que Jimmy toca no tão precioso fato e percebe porque é que não lhe podia mexer e torna-se um agente secreto. 
Ao nível da ação, este filme continua no seu nível, e por isso lhe dou as 3 estrelas, mas no diz respeito à comédia, e até ao próprio mistério em si, na minha opinião ficou a desejar, contudo é sempre um bom filme para entreter.

Classificação:

Já viram algum destes filmes? Deixem tudo nos comentários e até ao próximo post!
Share:
Read More