Música, Filmes, Livros, um pouco de tudo. Liliana, 20 anos, apaixonada pela sétima arte, toda a música existente, e sonha ter uma biblioteca gigante. Mergulhada constantemente em pipocas no sofá, e escritora nas horas vagas. Contacto: alilianaraquel@gmail.com

, , ,

Cinema: Coco

Título original: Coco
De: Lee Unkrich, Adrian Molina
Com: Edward James Olmos (Voz), Benjamin Bratt (Voz), Alanna Ubach (Voz), Gael García Bernal (Voz)
Género: Animação, Comédia
Duração: 128 minutos
Ano: 2017
País: Estados Unidos da América

Sinopse:
Desde que se conhece como gente que Miguel, de 12 anos, sonha tornar-se um guitarrista famoso, tal como Ernesto de la Cruz, o seu maior ídolo. Apesar de toda a dedicação e do inegável talento, a sua família desaprova esta sua aspiração e tenta de todos os modos fazê-lo abandonar a música. Até que, no meio de tanta insistência em provar a todos que consegue chegar aonde quiser, Miguel acaba por evocar um encantamento que o leva para o estranho Mundo dos Mortos. Lá, encontra muitos dos seus antepassados, alguns falecidos há mais de um século, que lhes vão revelar um mistério relacionado com a sua história familiar.

Criada pelos estúdios Disney Pixar, uma aventura em animação computorizada, realizada e escrita por Lee Unkrich ("Monstros e Companhia", "À Procura de Nemo","Toy Story" 2 e 3), em parceria com Adrian Molina, que aqui se estreia na realização. O filme inspira-se no tradicional festival do Dia dos Mortos. Celebrado em vários países da América Central e em muitas zonas dos EUA, é uma celebração de origem indígena em honra dos que já partiram, que se comemora no dia 2 de Novembro e que foi declarada Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO. (in PÚBLICO)

Trailer:
A Minha Opinião:
Eu estive muito tempo para ver este filme, e na realidade nem sei bem porquê. O trailer era interessante, mas algo me afastava do filme. 
Este conta a história de Miguel, um rapaz que adora música, mas na sua família todos são contra a música, o que o deixa muito triste. No dia dos Mortos, há um concurso de talentos e ele quer participar, mas a família não deixa, e então ele foge. Depois de roubar a guitarra de um dos maiores símbolos da música ele vai para o mundo dos mortos, e procura uma maneira de voltar e poder ser um músico. 
O filme fala de uma tradição muito antiga da América latina de uma forma especial. Eles acreditam que os seus entes queridos regressam, e que devem ser bem recebidos, e em festa. Um grande altar com as fotos dos seus familiares.
Contudo nem todos são lembrados, e é nisso que o filme se foca, se por um lado existe quem seja lembrado constantemente, existe quem caia no esquecimento.
O que eu mais gostei no filme foi a persistência de Miguel para seguir o seu sonho, sem medo. Descobriu muito sobre a sua família, sobre os seus antepassados.
Eu sou grande amante da história, do passado, de conhecer a história da minha família. Por isso gostei tanto deste filme, e aconselho a todos que vejam, porque os oscares que recebeu foram muito bem recebidos!
A Minha Avaliação:

Share:

2 comentários: