Vou Para a Universidade e Agora? - Arranjar Casa

12:25 Liliana Silva 2 Comments


Esta é uma dor de cabeça principalmente para os Caloiros que vêm de longe. Eu em 3 anos já vou para a minha 4ª casa, e saí de todas devido a algum problema, porque senão teria ficado e poupado uns bons dias de buscar por um novo lar. Eu admito tenho inveja de quem consegue estar 3 anos na faculdade e nunca mudar de casa!
O que venho fazer hoje é dar-vos algumas dicas de como arranjar casa, algumas delas tendo em conta os meus próprios erros, ou melhor, ignorância, porque tal coisa nunca me passou pela cabeça.

Então vamos lá começar!

Onde Encontrar Casa?

Obviamente que depende de cidade para cidade, mas normalmente em redor das Universidades costuma existir uma boa oferta de alojamento, nem que seja em quantidade, porque quanto à qualidade nem sempre é assim.

* Postes e árvores perto da Universidade/Faculdade
Em Coimbra é muito recorrente, as árvores em frente à minha faculdade estão carregadinhas de papel e fita cola! Foi assim que encontrei a minha primeira casa!
* Grupos do Facebook
Existem diversos grupos de aluguer de casas e quartos. Procurem por aluguer de quartos em X (cidade). A minha segunda casa foi encontrada assim!
*OLX
Existem diversos anúncios de casas, de quartos não só no OLX, mas em todos os sites do género. Esta foi a único sítio onde não nenhuma das minhas casas, mas cheguei a ir ver algumas.
* Bquarto
É um excelente site porque tem tudo muito organizado e podem procurar facilmente quartos, como colocar um anúncio e possíveis senhorios respondem-vos.
Foi assim que encontrei a minha 3ª casa e a meio do ano lectivo o que foi um achado!
* Conhecidos
Se conhecerem alguém que vai sair da universidade no ano antes de vocês entrarem, ou que vai mudar de casa, ou ainda que tem quartos vagos na casa onde está, é sempre uma boa hipótese porque vos vai dar uma opinião sobre como é viver lá e como são os senhorios.
E foi assim que encontrei a minha 4ª casa, a tal que vou este ano!

Perguntas a fazer quando estão a visitar a casa

Acreditem que existem sempre perguntas a fazer, e em quantas mais casas estão mais a lista cresce. Eu aprendi isto à minha custa, existem delas que nem sequer faziam sentido para mim, supostamente devia ser um dado adquirido, mas não...

* A Renda inclui Despesas?
Esta é uma pergunta básica. Existem casas onde quando pagam a renda já inclui as despesas de água, luz, gás e internet. Eu antes achava que eram melhores, mas sinceramente depende muito de casa para casa, porque já estive em casas onde as despesas eram gigantes com 4 pessoas, e numa com 8 que as despesas eram menores. Contudo as despesas por norma devem rondar os 30€ mais ao menos.
* É necessário caução para as despesas?
Nas casas onde não estão incluídas as despesas, alguns senhorios exigem uma caução de normalmente (pela minha experiência) de 50€, isto para quando se sai eles pagarem a nossa parte das contas, porque estas costumam vir com um mês de atraso.
Contudo é preciso ter o olho aberto, porque eles dizem que devolvem o resto, mas se não insistirem e pedirem o dinheiro provavelmente não o devolvem. Claro que não estou a dizer que todos são uns aldrabões, mas nas minhas duas primeiras casas exigiram, na primeira nunca me devolveu o restante e na segunda e gastei o meu saldo e insistir com a mulher para me devolvesse.
* A electricidade, o gás e a água estão ligados?
Esta pergunta é de loucos para mim, estou a arrendar um quarto e não uma casa e as coisas não estão ligadas...
Esta pergunta serve para garantir que têm água quente e luz, porque pode-vos acontecer, como aconteceu a mim, que cheguem à casa e não tenham gás. Estive 15 dias sem gás por incompetência do senhorio que não fez o pedido com antecedência, e ainda tive de pagar a instalação.
Essa é outra, perguntem se têm de pagar a instalação do gás, que são 50€.
É frisar que só me aconteceu uma vez, mas mais vale prevenir que remediar, acreditem que não ter gás é horrível, porque nem fogão se tinha.
* Se passam recibo.
Na minha experiência só numa é que não passavam, o que é um risco tanto para eles como para nós porque se são apanhados pagam os dois lados da barricada. Além de que o recebido dá para deduzir no IRS e ainda é uma despesa gordinha!
* Há internet?
Existem casas onde não há internet, os moradores é que têm de instalar. Hoje em dia a internet é vida por isso tenham em atenção porque os contratos são de normalmente 2 anos e nada garante que vão ficar na casa durante esse tempo.

Outras Dicas

Estas não são bem perguntas a fazer, mas sim cuidados a ter. Sempre ouvi dizer que mais vale prevenir que remediar, e não há nada como precaver diversos problemas futuros.

* Cuidado com as cauções monstruosas
Na maioria dos casos têm de pagar o primeiro mês e o último, é normal, contudo existem locais que em vez do último exigem uma caução que dizem devolver nada estiver estragado. Uma das casas que fui ver, pedia uma caução de 150€ que diziam devolver no fim...
Tenham cuidado com isto, porque tal como os 50€ das despesas, ninguém vos garante que eles vão devolver, e não estamos a falar de valores pequenos, muito pelo contrário.
* Cuidado com os pagamentos em dinheiro
Por norma os pagamentos são feitos por transferência bancária por comodidade, mas existem que queira pagar ou receber em dinheiro. Não é que vos vá valer de muito, mas arranjem algo onde cada vez que paguem a pessoa assine como recebeu o dinheiro, senão pode pedir-vos novamente.
* Sempre que possível vejam o que estão a alugar.
Para muitas pessoas de muito longe acredito que seja complicado ir visitar as casas, mas acreditem que é o melhor, nem que seja no dia da matrícula. As fotografias nem sempre são fiáveis, não existe nada melhor que verem os com os vossos próprios olhos, fazerem todas as perguntas possíveis e imaginárias.
O que podem fazer se forem de muito longe é reservar um dia e marcar o máximo de casas possíveis para esse dia.
* Cuidado com os prazos
O melhor sempre é assinar um contrato com senhorio, mas nem sempre acontece. Se isso for feito tenham em atenção as datas para a saída do quarto, por exemplo terem que avisar com X meses de antecedência por carta registada e aviso de recepção (que vai ser a vossa prova de como a carta chegou ao destino), o que acontece se não pagarem, e coisas do género. Tirem cópia do contrato para terem sempre acesso a ele.

Como puderam constatar pelos meus diversos comentários a minha experiência é muito diversificada. Se tudo tivesse corrido bem eu nunca teria saído das casas, e porque é que saí?
Simples, na primeira aconteceu a falta do gás, as contas exorbitantes, pedirmos ao senhorio para arranjar as coisas e ele pouco se importava, era ele que pagava as contas e fazia tudo fora dos prazos, resumido o senhorio não valia grande coisa, além de ter ficado com o resto dos meus 50€.
Na segunda, problemas de sáude, era um sotão, mas à primeira vista tudo muito bem acondicionado, excelente, até eu e as minhas 2 colegas começarmos a ficar cheias de borbulhas que só desapareciam quando voltávamos para casa ao fim de semana, e afinal eram ácaros.
Por fim a terceira, e admito que essa que custou muito sair, o senhorio era fantástico a casa fantástica, mas para reservar a casa para o próximo ano lectivo eu teria de pagar os meses de verão sem lá estar que eram 300€, não é propriamente uns tostões e lá fui eu novamente à procura de casa!

Eu espero que esta espécie de guia vos ajude, e se tiverem alguma pergunta ou dúvida não hesitem em fazê-lo!

2 comentários:

  1. Aii, eu vou! Felizmente, já tenho um sítio em vista, e por acaso foi através de conhecidos ^^
    Beijinhos,
    Blog An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Youtube


    ResponderEliminar
  2. Este é um dilema com o qual, felizmente não preciso de me preocupar, uma vez que vou ficar a estudar na minha cidade, mas a minha irmã quando foi para a universidade teve de ir à procura de casa. No caso dela, a experiência foi ótima e vai continuar na mesma.


    Last Post: SÉRIES SOBRE A REALEZA PARA VER JÁ!
    Blog || Facebook || Instagram || Twitter
    kill them with kidness,
    Woah Arabella

    ResponderEliminar